Adestramento de Cães de Guarda em Tapes RS - Centro Canino WalkerDog

Título: Centro Canino WalkerDog - Adestramento de Cães de Guarda
Criado em 25/05/2017 - Publicado em - Atualizado em 23/09/2021
Centro Canino WalkerDog
Centro Canino WalkerDog

Centro Canino WalkerDog - Adestramento de Cães de Guarda em Tapes RS


Adestramento de Cães centro canino walkerdog Está precisando adestrar seu cão para guarda e mora em Tapes RS? Conheça o Centro Canino Walker Dog.

Com a crescente violência, o despreparo da segurança pública e privada, estamos cada vez mais desprotegidos.

Cães são auxilios indispensáveis na segurança, não temendo arma de fogo, não aceitando suborno e treinado são poderosos guardiões contra invasores. Veja como um cão pode proteger sua família

O WalkerDog Escola de Adestramento oferece aos seus clientes e amigos um moderno método de adestramento de cães.

Seu cão aprende um jeito positivo e alegre, com resultados impressionantes. Nós trabalhamos com qualquer raça ou idade e preparamos cães para variadas modalidades e situações.

Contamos com uma equipe altamente qualificada e um amplo espaço para melhor receber nossos hóspedes. O melhor time, para seu “melhor amigo”.

Dados para contato e localização do Centro Canino Walker Dog - Adestramento de Cães em Tapes Rio Grande do Sul

Adestramento de Cães de Guarda em Tapes Rio Grande do Sul
Cidade: Tapes
Estado - País: Rio Grande do Sul - BRA
Telefone: (51) 99761-3537 e (51) 99914-2232
Email : thabatanunes.adestramento@gmail.com
Url:

O que é adestramento canino?

Adestrar é treinar para que fique hábil para realizar determinado trabalho ou ação.

No adestramento canino, são ensinados "comandos" ao cão, que passa a responder a determinadas palavras ou gestos através de comportamentos e/ou movimentos específicos. Aos donos é ensinado como proceder na execução dos comandos para ser atendido prontamente pelo cão. Através desta melhora da comunicação entre humano e cão consegue-se um resultado surpreendente no relacionamento entre ambos, tornando a convivência tranquila, saudável e prazerosa.

No CCWD trabalhamos com adestramento de cães em Obediência, Proteção e Guarda, Recusa de Alimentos ou Anti-envenenamento e Resolução de Problemas Comportamentais.

Serviço de Adestramento Canino de Proteção e Guarda em Tapes RS

ADESTRAMENTO DE CÃO DE GUARDA DE PERÍMETRO (PÁTIO):

O adestramento em guarda de perímetro consiste em condicionar o cão para guardar, alertar sobre possíveis ameaças e responder com ataque a invasões do perímetro.

O cão aprende a exercer o ataque (morder) de maneira correta e imobilizar o invasor.

Este pacote é para animais que já tenham concluído o adestramento básico e depende da capacidade do animal para a função.

Tempo médio de adestramento: 30 a 45 dias após a obediência básica.

ADESTRAMENTO DE CÃO DE GUARDA SOB COMANDO:

O adestramento em guarda sobcomando consiste em condicionar o cão para agir sob o comando do condutor, tornado-se defensor do condutor mediante ordem de cuidado, ataque, permissão para aproximação de estranhos e outras. Nesta modalidade de adestramento o cão aprende a potencializar sua mordida para imobilização do suspeito e também aprende a interromper o ataque quanto ordenado pelo condutor. O cão será condicionado para atacar somente sobcomando quando estiver junto com o condutor e o condutor será condicionado a exercer a autoridade necessária sobre o cão.

Este pacote é para animais que já tenham concluído o adestramento básico e depende da capacidade do animal para a função.

Tempo médio de adestramento: 30 a 45 dias após a obediência básica.

Serviço de Adestramento Canino Recusa de Alimentos em Tapes RS

RECUSA DE ALIMENTO OU ANTI-ENVENENAMENTO:

O adestramento em recusa de alimentos consiste de condicionar o cão para receber alimentação somente em local especifico e por determinadas pessoas, evitando assim o envenenamento acidental ou criminoso do animal. O cão não comerá alimentos achados ou oferecidos por estranhos, desde que mantida sua rotina alimentar.

Tempo médio de adestramento: 15 a 20 dias

Vídeos de Adestramento de Cachoro de Guarda do Centro Canino Walker Dog

Vídeo demonstrando Cão de Guarda para Proteçao contra sequestro com refém

Vídeo demonstrando Cão de Guarda para Proteçao contra roubo de carro

Vídeo demonstrando Cão de Guarda para Proteçao de empresas

Acabar com pulgas em 3 passos

Curso Biscoitos Naturais para Cachorros

Dados de Tapes - RS
Area em km2= 806
Populacao = 16629
PIB Per Capta = R$ 0

HISTORIA
A região foi habitada por índios da tradição Tupi-Guarani. Por volta de 1808, atraídos pela fertilidade do solo e pela abundância das pastagens da região, imigrantes açorianos estabeleceram-se na área, instalando estâncias e charqueadas que foram a base da economia local por algum tempo. Posteriormente, decorrentes da própria configuração geográfica, desenvolveram-se a prática da agricultura e da pecuária que constituem atualmente a principais riquezas do município. Figueira no Camping de Tapes. Mesclado com a cultura indígena, os açorianos e negros, seguidos dos imigrantes, desenvolveram suas tradições, seus usos e costumes que hoje ainda fazem parte do cotidiano da cidade. Em 1824, Patrício Vieira Rodrigues, adquiriu a antiga Sesmaria de Nossa Senhora do Carmo. No ano seguinte, estabeleceu uma charqueada na foz de um arroio na Lagoa dos Patos, e passou a chamar-se Arroio da Charqueada. Em função desta atividade é criado no local, um porto, que deu origem à cidade de Tapes. A primeira sede do município, denominada Freguesia de Nossa Senhora das Dores de Camaquã, foi criada dia 29 de agosto de 1833. Sua emancipação política e administrativa ocorreu em 12 de maio de 1857, mas por questões políticas ou econômicas, a Freguesia passava a integrar ora no território de Porto Alegre, ora de Camaquã, chegando inclusive a pertencer a Triunfo e Rio Pardo. Em 16 de dezembro de 1857, foi elevada à categoria de Vila, sendo esta a data considerada como a de emancipação política do município. Em 25 de junho de 1913, o município desincorporou-se definitivamente de Porto Alegre e, em 22 de maio de 1929, através de um plebiscito, foi realizada a transferência da Sede da Vila de Nossa Senhora das Dores para o Porto de Tapes, então 2º distrito. Posteriormente, o Decreto nº 10 de 21 de setembro de 1929, muda o nome do município de Dores de Camaquã para município de Tapes, sendo Primeiro Intendente o Senhor Manoel Dias Ferreira Pinto. Origem do nome[editar | editar código-fonte] Nascer do Sol na Lagoa dos Patos. Acredita-se que o nome da cidade tenha origem devido aos índios que viviam no território antes da chegada dos colonizadores; ou ainda devido a Serra de Tapes, um acidente geográfico da região; ou por último, consequência de um dos barcos da charqueada do Coronel Patrício que tinha este nome, mas até hoje não se tem uma origem por definitiva. Segundo o professor Miguel Angel Z. Sanchis, historiador da cidade, dizer que o nome Tapes tem origem na serra do mesmo nome é em primeira análise um erro, porque a Serra de Tapes localiza-se a mais de 200 km de distância da cidade, nos municípios de Piratini e Canguçu, ao sul do estado. Desta forma, não há nenhuma vinculação direta entre a serra e Tapes. Nem sequer com o município mãe, Dores de Camaquã. Uma outra hipótese considera os índios Tapes como primitivos habitantes da região, daí o nome do município, entretanto, esta versão, numa primeira análise, também carece de sentido. Os índios Tapes habitavam o planalto gaúcho, ao centro-norte do estado, igualmente distante. Os índios que habitavam esta região eram, segundo os pesquisadores, os Aranches. A versão de que um barco de nome "Tapes", utilizado na charqueada do Coronel Patrício Vieira Rodrigues, teria dado o nome ao porto é bem mais razoável, mas há dificuldades em comprovar a teoria porque, em primeiro lugar, não há comprovação de que este barco realmente existiu. Ruy Quadros Machado relatava um boato popular sobre a existência de uma corrente, presa junto a margem da Sanga das Charqueadas, perto do suposto estabelecimento do Coronel Patrício, junto a atual Vila dos Pescadores. O povo dizia haver mergulhado na ponta daquela corrente os objetos de valor do Coronel, devido ao avanço das tropas farroupilhas. Outros acreditavam tratar-se do barco Tapes. Populares, acreditando na versão da caixa, teriam forçado a corrente, rebentando-a. Ali morria a história. Uma das citações célebres do barco Tapes é do poeta Paulo Martins, que citou o mesmo em versos. A hipótese mais provável é a de que os padres jesuítas, vindos da Argentina e Paraguai, cruzaram o rio Uruguai, fugindo da perseguição dos bandeirantes, a procura de índios amansados com intuito de escravizá-los. Em fuga chegaram ao norte do estado, fundando as Reduções Jesuíticas de Tape (1626). Na linguagem dos indígenas, Tapes era caminho, trilha para o mar, para a Europa, onde afinal os jesuítas tinham suas pátrias, credos e possibilidades de manter comércio. Era zona de Tape o atual estado do Rio Grande do Sul. Com o estabelecimento dos jesuítas nas reduções gaúchas, Tape passou a ser dali ao mar. Os nativos do local eram índios do caminho (Tapejaras, Tapes). Do rio Jacuí ao Rio Grande qualquer lugar era bom caminho. Barcos em Tapes. Com o início da colonização portuguesa (por volta de 1720), o termo Tape deve ter sido assimilado pelo português (ganhando o plural) e designado "lugar de caminhos". O início da exploração do gado, abandonado pelos jesuítas no retorno ao Paraguai (1640), fez com que surgissem "caminhos" para os portugueses escoarem o couro e, posteriormente a carne para o mercado externo. O gado da região da campanha para chegar ao mar, deveria cruzar o caminha da serra, ou a Serra de Tapes. Com o tempo, devido ao forte avanço da colonização, a região do Tapes perdeu força e área, devido a polarização causada pelo porto de Pelotas e de Porto Alegre, passando a denominar a estreita faixa entre a Lagoa dos Patos e a Serra do Sudeste. É possível especular isso nas expressões usadas, principalmente por pessoas da serra, nascidas no início do século e ainda vivas, referindo-se a região e não a cidade, usando termos como: "lá para a banda dos Tapes". Outro forte indício disso é o apelido do General Zeca Neto, um dos líderes da Revolução Federalista de 1923 (Chimangos x Maragatos): o "Condor do Tapes". Ora, sabe-se que a área de atuação era basicamente de Pelotas a Guaíba e apesar da atuação de habitantes de Tapes na Revolução Federalista, ele era camaqüense. O apelido mostra que Tapes não era só o nome dado a cidade, mas a toda região citada. Desta forma, voltando na história, o barco Tapes talvez tivesse este nome devido a sua área de atuação, os Tapes, sua região de trabalho. Por algum motivo, atualmente perdido na história, foi adotado o nome da região para definir o "Porto de Dores" (que certamente foi a primeira denominação usada para Tapes), talvez por ser um dos melhores portos / caminho da Lagoa dos Patos. Ou talvez porque esta região, antes do desenvolvimento trazido pelo arroz, tenha sido apenas um caminho, um porto, um tapes.
ECONOMIA
Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Tapes localizada no estado de Rio Grande do Sul tem uma área de 806.3 de quilometros quadrados. A população total de Tapes é de 16629 pessoas, sendo 8167 homens e 8462 mulheres. A população na área urbana de Tapes RS é de 14478pessoas, já a população da árae rual é de 2151 pessoas. A Densidade demográfica de Tapes RS é de 20.62. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Tapes RS é que 23.43% tem entre 0 e 14 anos de idade; 65.49% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 11.07% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Tapes localizada no estado de Rio Grande do Sul são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país.
TURISMO
1 Pré-Colombianos 2 História 2.1 Origem do nome 3 Breve Histórico de Algumas Regiões da Cidade 3.1 Centro 3.2 Balneário Rebello 3.3 Rua Treze de Maio 3.4 Bairro Vila Nova 3.5 Arroio Teixeira 3.6 Bairro Vila Wolf 3.7 Símbolos oficiais 3.7.1 O brasão 3.7.2 A bandeira 3.7.3 O hino 4 Geografia 4.1 Localização 4.2 Demografia 4.3 Relevo 4.3.1 A planície costeira 4.3.2 Zona elevada 4.4 Clima 4.5 Vegetação 4.6 Fauna 4.7 Hidrografia 4.7.1 Lagoa dos Patos 4.7.2 Saco de Tapes 4.7.3 Praias 4.7.3.1 Praia dos Pinheirais da Lagoa 4.7.3.2 Praia do Clube Náutico Tapense 4.7.3.3 Praia do Balneário Municipal 4.7.3.4 Praia do Balneário Rebello 4.7.3.5 Praia do Camping Orlando Nogueira Ramos (Geraldo Santana) 4.7.3.6 Praia do Camping União 4.7.3.7 Praia de Fora 5 Economia 6 Cultura 6.1 Tradições e festas religiosas 6.2 Eventos da cidade 6.2.1 Acampamento da Arte Gaúcha 6.2.2 Carnaval de rua de Tapes 6.2.3 Maratona Internacional de Natação 6.2.4 Campeonato Estadual de Pesca 6.2.5 Encontro de Caiaqueiros 7 Referências 8 Ligações externas 9 Ver também

Adestramento De Caes De Guarda Em Tapera Rs

Conheça o Venda de Filhotes de Cães de Guarda em Tapes RS