Qual Melhor Cão de Guarda Para Sítio

Centro Canino WalkerDog

Saiba Qual Melhor Cão de Guarda Para Sítio? - Centro Canino WalkerDog


Adestramento de Cães WalkerDog

Contamos com uma infinidade de raças de cachorros e que muitas vezes nos deparamos com dúvidas de qual o melhor cão de guarda seja para residência, empresas ou sítios. Para quem deseja adquirir um cão de guarda, o ideal na hora da compra é conversar com o vendedor ou observar o comportamento do cão pois a alguns que são mais carinhosos e outros que já demonstram o instinto de protetor. É claro, que a habilidade do cão vai melhorando de acordo com a sua criação.

Há treinamentos para cães tornarem-se cão de guarda, mas, isso não impedem de o animal ser amável com seu dono.

Muitas pessoas acreditam que o cachorro ideal para esse segmento é o famoso pit bulls pelo seu comportamento agressivo. Engana-se! Existem 13 raças de cachorros que são ideais para quem deseja segurança, devido ao seu porte, por serem robustos, por possuírem boa força física, personalidade atenta, e comportamento desconfiado. É claro que o pit bull tem toda essas características, mas, não são os únicos.

1.Pastor-Alemão - É um dos cachorros, mais eficientes, nos trabalhos de cães de guarda e ideal para área de investigação, devido a serem extremamente atentos, latem alto, e são muito eficientes em ações perigosas. Por serem donos de um corpo forte e grande metem medo aos bandidos. Essa raça quando bem treinado, são obedientes, leais e o melhor de tudo, se adaptam bem a qualquer ambiente.

2. Rottweiler - Essa raça é conhecida como um cão agressivo, mais na verdade, são bem dóceis ao seu dono. O Rottweiler possui um corpo forte e um instinto de ataque. Além do pastor Alemão os Rottweiler são usados em trabalhos policiais o que não impede de ser um ótimo cão guarda, ideal para proteção de famílias e residências, garantindo alto níveis de hostilidades contra intrusos.

3. Os Dobermanns são cães muito inteligentes, permitindo que sejam condicionados em quase qualquer tipo de treinamento. É um cachorro que defende seu lar e em muitos casos pode atacar pessoas que não oferece perigo.

4. Fila Brasileiro é uma raça originária do cruzamento entre cães e trazido ao Brasil pelos holandeses e devido a diversas mutações ao longo dos anos, o Fila tornou-se uma raça ideal para guarda. Seus latidos e seu porte forte, fazem bastante intimidador para as ameaças, e pode ser um cão extremamente confiante e destemido. Não é um cão social e deve ser treinado e adestrado para evitar ataques inesperados.

5. Dogue Alemão - Apesar de ser um cachorro muito grande, e obediente, vive muito bem tanto com pessoas quanto outros animais. Possui uma altura de 1,80 podendo atingir 2,0 metros é um cachorro que pode ser utilizado como guarda quando bem treinado, pois seu tamanho já dá um certo anseio ao invasor.

6. Bullmastiff - É o resultado do cruzamento entre raças Mastim e Buldogue inglês é um cachorro de muita força. A raça foi criada para cão de guarda principalmente, no período noturno por possuir olfato e audição bem apurados.

7. Pastor Belga de Malinois - É um cachorro eficiente e ideal para cão guarda. Parente do pastor alemão, o Pastor Belga é muito utilizado em buscas de pessoas, farejamento de drogas, salvamentos e claro, como cão guarda. É um cachorro ágil, grande e veloz sem contar que é capaz de saltar em grandes alturas. É um cão que defende bem propriedades e pessoas. O pastor Belga de Malinois é fiel ao seu dono.

8. Dogo Argentino - É um cachorro forte, musculoso e grande onde sua aparência já intimida qualquer um. É um cão que quando entra num conflito dificilmente, desiste. Possui uma destreza fora do comum, sendo silencioso, caçador e um excelente rondador. O Dogo Argentino é uma grande arma de defesa para locais de grande ou médio porte.

9. American Staffordshire Terrier - A sua aparência é parecida com um pitbull. Tem o mesmo instinto do pitbull, a única diferença é um cão obediente. É um animal forte, musculoso e dono de uma poderosa mordida. Tem capacidade de correr e saltar alturas enormes. Se você pretende adquirir o American Staffordshire como cão guarda, estará garantindo a proteção de seu sítio. Apesar de aparentar uma fisionomia temerosa, essa raça é bastante dócil ao seu dono e com as pessoas que moram em seu lar.

10 Akita - Raça conhecida como samurai, é um cachorro ideal para cão de guarda. Com aspecto nocivo é silencioso, observador, territorial e caçador, típico de um verdadeiro samurai. Ao adquirir o Akita é ideal adestrá-lo, pois seu temperamento pode causar transtornos tanto no meio social quanto com outros cachorros. Os ataques do Akita são certeiros devido a sua passada maciça pois extremamente inteligente, essa raça costuma estudar as suas vítimas antes de atacar. Não é um animal que se doa com facilidade a estranhos. Esse tipo de cachorro é capaz de dar a própria vida pelo seu dono.

11. Os Rhodesian Ridgeback são cães extremamente afetuosos e protetores. É corajoso dono de um instinto aguçado, mas, que precisa ser treinado para tornar-se um bom cão guarda. Se não forem treinados, pode ser um grande problema no meio social. É um animal de temperamento independente, seu físico é de um cão alto, musculoso e se adapta a qualquer mudança climática.

12. Boxer - Apesar de sua aparência, rústica é um cão de luta e não é muito sociável com outros animais, mas, é um grande amigo do dono e gosta muito de crianças. O Boxer foi o primeiro cão a ser utilizado para trabalhos policiais na Alemanha. A raça é excelente para ser um cão guarda. O cachorro se adapta muito bem a qualquer ambiente e possui uma boa audição onde permite perceber onde está ocorrendo uma possível invasão. É importante que esse animal seja treinado e socializado para interagir bem com as pessoas e proteger seu sítio, casa ou empresa.

13. Pitbull - A última raça a ser citada é o pitbull essa raça é o resultado do cruzamento com bull terrier, o american staffordshire terrier e o bulldog, visto como um cão agressivo e quando não treinado tornam-se muito violento onde seu ataque é mortal. Portanto, o Pitbull deve ser bem tratado e treinado para não ser uma ameaça no meio social. É um excelente cão guarda. Dono de um porte musculoso e mordida extremamente forte.

Se você deseja ter um cão de guarda e mesmo ao ler esse artigo não sabe qual cachorro comprar? O Centro Canino Walkerdog é a solução! Além, de indicar o cão ideal para você ainda busca melhorar a relação das pessoas e seus cães através do condicionamento mútuo. Adquira já uma consultoria canina e tenha a certeza de adquirir o cão guia certo para segurança de seu sítio.

Está precisando adestrar seu cão? Conheça o Centro Canino WalkerDog

O Centro Canino WalkerDog dispõe de profissionais altamente capacitados para este processo, além de ótimas instalações e espaço físico para hospedar seu cão na modalidade hotelaria (com pernoite) ou creche (onde o cão passa o dia conosco e a noite retorna para casa).

O WalkerDog Escola de Adestramento oferece aos seus clientes e amigos um moderno método de adestramento de cães.

Seu cão aprende um jeito positivo e alegre, com resultados impressionantes. Nós trabalhamos com qualquer raça ou idade e preparamos cães para variadas modalidades e situações.

Contamos com uma equipe altamente qualificada e um amplo espaço para melhor receber nossos hóspedes. O melhor time, para seu “melhor amigo”.

Dados para contato e localização

centro canino walker dog - contato

Algumas Dicas Sobre Adestramento de Cães

O papel do adestrador

O adestrador é o profissional que habilita o animal a conviver melhor com o ser humano, tornando o cão capaz de entender o que o dono deseja, e principalmente, ensina ao proprietário do cão a entender as mensagens enviadas pelo animal, tornando a convivência mais harmoniosa. Adestrar, portanto, pode ser resumindo em criar um canal de comunicação com o cão, já que ele entenderá o que seu dono deseja e este, já o dono começará a observar melhor o comportamento de seu animal.

 

O papel dos donos

Tenha em mente que o adestrador não fará milagres: a evolução do aprendizado do cachorro depende do empenho da família. É necessário que os donos se envolvam no processo de adestramento, pois o aprendizado precisa ser mútuo.