Venda de Cão de Guarda Em Lages SC - WalkerDog

Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois e Rottweiler

Venda de Cães de Guarda Em Lages Santa Catarina- WalkerDog


Venda de Filhotes de Cães centro canino walkerdog Está querendo comprar um cão de guarda e mora em Lages SC? Conheça os cães de guarda adestrados do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog cria para venda Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois, Rottweiler, Doberman e Buldog Campeiro.

Nossos cães são selecionados para trabalho de faro e proteção, excelentes amigos da família, confiáveis com as crianças, mas protetores contra invasores, possuem adestramento, campo e pista de esporte para se exercitar e controlar energia, são criados junto de nossas crianças com total confiança, vacinas importadas e ração premium. Filhotes só são vendidos com atestado de saúde por veterinário. Com a crescente violência, o despreparo da segurança pública e privada, estamos cada vez mais desprotegidos.

Cães são auxilios indispensáveis na segurança, não temendo arma de fogo, não aceitando suborno e treinado são poderosos guardiões contra invasores. Veja como um cão pode proteger sua família

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Pastor Alemão em Lages SC

Está querendo comprar um cão de guarda da raça Pastor Alemão e mora em Lages SC? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog vende cães de proteção da raça Pastor Alemão. Caso tenha interesse em comprar um filhote de Pastor Alemão entre em contato conosco.

O Pastor Alemão Capa Preta é um dos cães mais inteligentes e é muito dedicado à sua missão. É uma raça muito versátil, devotado, leal e fiel aos donos. Convive muito bem com outros animais domésticos.

Eles são cães calmos e ficam ainda mais quando adultos. Não é um cachorro medroso, adora receber carinho e elogios da família. É um cão vigilante e alerta e pode ser um pouco reservado com estranhos. Caso não deseja tê-lo pra guarda, acostume-o desde cedo à presença de visitas e pessoas que ele não conheça.

O pasto alemão é um cão muito atento e tem um olfato invejável, por isso é muito usado pela polícia, sendo até chamado de “cão policial”. Na polícia ele é usado para ataque, rastrear drogas, buscar corpos em escombros e localizar pessoas desaparecidas.

O Pastor Alemão tem mais o perfil de defesa do que de ataque. Não deve ser criado pra atacar, pois pode se tornar muito violento. É uma raça que se dá bem com crianças e idosos, são pacientes e tranquilos.

Adestramento de Pastor Alemão: Pastor-alemão ou cão-lobo-da-alsácia é uma raça canina proveniente da Alemanha. Em sua origem era utilizado como cão de pastoreio de rebanhos. Atualmente é mais utilizado como cão de guarda e companhia.

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Pastor Belga Malinois em Lages SC

Está querendo comprar um de cão de guarda de raça Pastor Belga Malinois e mora em Lages SC? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

Sempre alerta e em movimento, o Pastor Belga é bastante brincalhão, vigilante e protetor além de ser um cachorro muito forte. Ele pode ser indiferente com estranhos e alguns podem ser bravos e até avançar. Esta raça é inteligente e dócil mas independente. Ele é o protetor de sua casa e família. O pastor belga milanois é a raça mais utilizada pela polícia norte americana.

O Pastor Belga precisa de exercitar bastante, o que pode ser uma corrida longa ou um uma seção longa e cansativa de brincadeiras como correr atrás de uma bolinha. Ele precisa de espaço para se movimentar durante o dia e faz melhor e por isso será ótimo se tive um quintal grande. É necessário levar para escovar e pentear seus pelos duas vezes por semana. Sua pelagem dupla precisa escovar e pentear duas vezes por semana.

Adestramento de Pastor Belga Malinois: Pastor-belga Malinois é uma das quatro variedades da raça Pastor-Belga, originária da Bélgica. De pelagem curta, de cor fulvo-encarvoada, é nativo da região de Malinas e tido como um dos mais comuns entre os pastores belgas

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Rottweiler em Lages SC

Está querendo comprar um cão de guarda da raça Rottweiler e mora em Lages SC? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog vende cães de proteção da raça Rottweiler. Caso tenha interesse em comprar um filhote de Rottweiler entre em contato conosco.

O Rottweiler é um cão amável e divertido, mas ao mesmo tempo ele é muito poderoso. Um adestramento de obediência de rottweiller adequado desde filhote e a socialização são extremamente necessários. Essa raça pode ser muito territorial e protetora de sua família e casa. Rottweilers podem ser bem intimidadores e ainda carregam a fama de serem bravos, mas eles são ótimos para famílias e podem ser muito dóceis também.

O Rottweiler tem um pêlo curto e brilhante, de fácil manutenção. Escovar regulamente para tirar o excesso de pelos mortos é suficiente para mantê-lo bonito. Dar banho com muita frequencia vai tirar a oleosidade natural de sua pele, causando sérios problemas dermatológicos.

Rottweilers adoram aprender e serão excelentes se tiverem oportunidade. Treino de obediência é essencial, já que essa raça pode se tornar bem destrutiva se não for estimulada. É preciso uma pessoa forte, firme e dominante quando for treinar esse cão poderoso. O Rottweiler é extremamente inteligente para adestramento e se sai muito bem em diferentes esportes, mas também pode ser teimoso. Ocupam o 9º lugar no ranking de inteligência canina.

Adestramento de Rottweiler: Rottweiler é uma raça canina desenvolvida na Alemanha. Cão criado por açougueiros da região de Rottweil para o trabalho com o gado, logo tornou-se um eficiente animal de guarda e pastoreio, além de ser útil na tração.

Dados para contato e localização

centro canino walker dog - contato

Adestramento de Cães em Lages Santa Catarina
Cidade: Lages
Estado - País: Santa Catarina - BRA
Telefone: 55 (51) 9 97613537 (vivo) e (51) 9 91519690 (claro)
Email : alexsandro0113@hotmail.com
Url:

Vídeos de Venda de Cão de Guarda ou Proteção do Centro Canino WalkerDog

Cão de guarda evita roubo carro - simulação

Vídeo 04 WalkerDOG Cão salvando o dono de perigo

Sequestro com refém termina mau. Cães e homens juntos!

centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Raça centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 04 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães dePastor Belga Malinois 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois Com 03 Meses a centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois Com 03 Meses b

O Centro Canino WalkerDog Vende de Filhotes de Cães de Raça para moradores de diversos municípios

Dados de Lages - SC
Area em km2= 2629
Populacao = 156727
PIB Per Capta = R$ 0

HISTORIA
Em 1728, durante a abertura de uma picada denominada "Estrada dos Conventos" ou de "Araranguá", eixo de ligação entre o litoral de Santa Catarina e a região de Lages, foi encontrado, por Francisco de Souza Faria, construtor da referida estrada, muito gado selvagem. Francisco de Souza Faria observou também uma grande quantidade de cruzes, levantadas provavelmente pelos padres jesuítas. Certamente fazia parte do rebanho que se encontrava na região dos Campos de Vacaria, no Rio Grande do Sul. O gado selvagem, que restou das criações dos jesuítas, também era visto nos extensos campos do limítrofe estado sul-brasileiro.[14] O ilustre tropeiro Cristóvão Pereira de Abreu, em 1732, viajava no mesmo caminho de Souza Faria, mudando a picada em diversos pontos. Esses fatos ocorreram nos primeiros tempos do século XVIII, quando os primeiros homens se estabeleceram no município, no entanto sem ter uma data precisa.[14] A certeza histórica é que, durante a chegada do bandeirante paulista (português vindo para o Brasil durante a infância), António Correia Pinto, que fundou Lages, em 22 de novembro de 1766, existia nesses campos, de forma esparsa, fazendeiros, que vieram do Rio Grande do Sul. Aliás, na época, no estado do Rio Grande do Sul, defendia-se a ideia de que fosse o rio Canoas o limite com Santa Catarina e não o rio Pelotas.[14] D. Luiz Antonio de Souza, Morgado de Mateus, governador de São Paulo, determinou que Correia Pinto se encarregasse da fundação de Lages, objetivando pôr fim às pretensões espanholas, que desejavam aquela área e a expansão territorial da Capitania de São Paulo.[14] Correia Pinto, que se enriqueceu com a venda de muares levados pelos tropeiros entre o Rio Grande do Sul e as feiras de Sorocaba, já era conhecedor da região de Lages, quando recebeu instruções para a fundação de uma vila naquele local.[14] Lages, sob a proteção da padroeira Nossa Senhora dos Prazeres, começou no local Taipas, no qual havia uma igreja dos tropeiros. Logo foi abandonado aquele sítio, iniciando-se um núcleo de povoamento próximo ao rio Canoas, mas as águas das enchentes levaram tudo. E somente em 22 de maio de 1771 foi fundada Lages no atual lugar onde é atualmente encontrada, estando à frente o ilustre Correia Pinto.[14] Por uma série de razões, a começar pela falta de comunicações, a localidade demorou a se desenvolver. Diante dos incessantes ataques dos indígenas, Correia construiu uma represa no riacho, no meio da povoação, no qual as mulheres podiam lavar as roupas, ao evitar dessa forma que, afastadas e divididas de suas casas, fossem expostas aos ataques dos indígenas.[14] Em 1787-1790, o alferes Antonio José da Costa construiu uma rota de Desterro (atual Florianópolis) até Lages, que seria um dos motivos para que, no ano de 1820, Lages deixasse de ser controlada pela Capitania de São Paulo e fosse jurisdicionado ao governo com sede na ilha de Santa Catarina.[14] O município foi palco de uma grande quantidade de fatos históricos. Além dos já mencionados, foi participante ativo da Guerra dos Farrapos, chegando os lageanos (em sua quase totalidade partidária dos farroupilhas) a serem os autores da proclamação da República em sua terra. Foi teatro, também, de fatos sanguinários, no tempo da Guerra do Contestado.[14] Lages da atualidade, conhecida pelo apelido de "Princesa da Serra", é o município de maior extensão territorial de Santa Catarina e é famosa pela criação de gado, por suas madeireiras e lavoura, sendo um dos mais importantes municípios de Santa Catarina pela sua participação econômica.[14] Criou-se o município em 9 de setembro de 1820, com área de 2.644 km², pertencente à região dos Campos de Lages.[14]
ECONOMIA
Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Lages localizada no estado de Santa Catarina tem uma área de 2629.8 de quilometros quadrados. A população total de Lages é de 156727 pessoas, sendo 75952 homens e 80775 mulheres. A população na área urbana de Lages SC é de 153937pessoas, já a população da árae rual é de 2790 pessoas. A Densidade demográfica de Lages SC é de 59.6. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Lages SC é que 23.11% tem entre 0 e 14 anos de idade; 69.18% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 7.71% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Lages localizada no estado de Santa Catarina são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país. A economia lageana é basicamente sustentada pela pecuária, agricultura (com destaque para a vinicultura), indústria madeireira (com destaque na produção de papel e celulose) e turismo rural. A economia de Lages sofreu um forte declínio com a redução sistemática da pujança do ciclo da madeira, que teve seu auge até a década de 1950. O município, outrora o maior e mais rico do Estado, teve sua fatia do produto interno bruto estadual bastante reduzida. Novos projetos industriais, desenvolvimento regional sustentável e investimentos no município têm contribuído para que a arrecadação volte a crescer.[carece de fontes?] Indústria[editar | editar código-fonte] O parque industrial de Lages consiste, em grande parte, de empreendimentos ligados à cadeia produtiva da madeira, como madeireiras, fábricas de grampos, fábricas de portas, soleiras, batentes e congêneres. Todavia, empresas ligadas ao setor metal-mecânico têm papel importante na geração de emprego e renda do município, especificamente no ramo de peças de tratores e outros veículos terrestres. Ademais, algumas grandes indústrias têm filiais no município, tais como AmBev, Vossko e Klabin. Empresas do ramo têxtil (ramos variados como cortinas, uniformes e roupa íntima) começaram recentemente a instalar-se na cidade, por falta de mão de obra no litoral e Vale do Itajaí.[carece de fontes?] Setores comercial e de serviços[editar | editar código-fonte] Coxilha Rica, localidade propícia ao turismo rural Lages também é um centro regional de comércio. A população de muitos municípios vizinhos encontra um ambiente propício para compras e negócios na cidade, que está sendo alavancado pelo projeto "Centro Lages - Compras e Lazer", que encontra-se em processo de implantação gradual e prevê revitalização da região central da cidade, com padronização de fachadas e humanização dos espaços públicos, priorizando o pedestre, além da implantação de fiação subterrânea. A cidade possui um centro de compras, "Lages Garden Shopping", inaugurado em novembro de 2014, com presença de salas de cinema. No inverno, o comércio é bastante fortalecido com o turismo rural e com a Festa Nacional do Pinhão, o segundo maior evento gastronômico e cultural de Santa Catarina, atrás da Oktoberfest de Blumenau.[carece de fontes?] Turismo rural[editar | editar código-fonte] É conhecida como a "Capital Nacional do Turismo Rural". O turismo rural em Lages iniciou no ano de 1984, na Fazenda Pedras Brancas, pioneira da modalidade no Brasil. Fazendas centenárias da região começaram a adaptar-se para receber visitantes e turistas que queriam conhecer o estilo de vida campesino, com ordenhas, plantios, gastronomia "serrana", etc.[carece de fontes?] Similares pelo contato com a natureza, também são visitados o "Parque Ecológico Municipal" (com 2,3 milhões de metros quadrados, estabelecido em 1997 no perímetro urbano, onde se pode encontrar espécies ameaçadas de extinção como a gralha-azul, além de 14 espécies migratórias) e o "Salto do Rio Caveiras".[carece de fontes?]
TURISMO
1 Etimologia 2 História 3 Geografia 3.1 Vegetação 3.2 Clima 4 Economia 4.1 Indústria 4.2 Setores comercial e de serviços 4.2.1 Turismo rural 5 Infraestrutura 5.1 Transporte coletivo 5.2 Saúde 5.3 Educação 6 Cultura 6.1 Esporte 7 Bairros 8 Notas 9 Ver também 10 Referências 11 Ligações externas

Venda De Cao De Guarda Em Lacerdopolis Sc

Conheça o Adestramento de Cães em Lages SC