Curso de Adestramento de Cães em Bias Fortes

 

 

Você você mora em Bias Fortes Minas Gerais
Aproveite Esta GRANDE OPORTUNIDADE para entrar no mercado de Adestramento de Cães

 

 

ATENÇÃO Veja no vídeo abaixo como um livro de apenas R$ 2,50 mudou minha vida profissional e pode MUDAR A SUA TAMBÉM

 

 

O Curso Adestramento A Jóia do Infinito é o único do mercado COM ...
* ANIMAÇÕES 3D * Presença de Aluno real * Didática de atendimento ao cliente * Simulação de adestrador atendendo cliente * Situações reais com cães desmotivados

 

Walkerdog

 

Curso Adestramento A Joia do Infinito RETORNO RÁPIDO!

Como Adestrador Formado no Curso Online do Centro Canino WalkerDog

você pode cobrar R$ 80,00 por hora de adestramento,

se fizer 4 horas por final de semana você


fatura em um único mês R$ 1280,00



 

comprar curso agora

 

compra segura hotmart

Compra 100% segura! Receba imediatamente seu acesso após a confirmação do pagamento.


hotmart

 

Veja Como Funciona o Curso

No Curso de Adestramento de Cães A Jóia do Infinito, oferecido pelo Centro Canino WalkerDog, você aprenderá as principais técnicas de Adestramento, aliando teoria e prática. O Curso é 100% online gravado em alta resolução com Animações 3D e participação de aluno real nas aulas práticas.

Aprenda também sobre o bem-estar animal, alimentação correta, psicologia e comportamento canino, interpretação da linguagem corporal dos cães, e mais:

Como evitar que o cão coma ou destrua objetos em casa;

Saiba como ensiná-lo a fazer as necessidades no local correto;

Aprenda técnicas e truques de adestramento, do básico ao avançado;

Conheça como é o treinamento de um cão de trabalho.

POR DENTRO DO CURSO

6 Módulos, mais de 20 Videoaulas com método exclusivo, animação 3D e aluno real.

CURSO 100% ONLINE

Você vai assistir no conforto da sua casa, a hora que você quiser, podendo ver e rever as aulas

AULAS REAIS

Aulas práticas gravadas com aluno real.

SUPORTE E ACOMPANHAMENTO

Você vai ter o suporte individual diretamente com o Adestrador Alex para tirar suas dúvidas através do grupo do Facebook.

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

Após assistir todas as aulas do curso, você receberá um lindo certificado provando a conclusão do curso, mostrando que você está preparado para trabalhar como adestrador de cães.

hotmart

 

Veja o que os alunos estão falando sobre o Curso

grade curricular

 

Conheça a GRADE CURRICULAR do curso

MÓDULO 01 APRESENTAÇÃO

  • Boas vidas e apresentação do curso de Adestramento A Jóia do Infinito

MÓDULO 02 CONHECENDO A HISTÓRIA E O COMPORTAMENTO CANINO

  • A história do relacionamento entre cães e humanos no Brasil.
  • Comportamento Canino

MÓDULO 03 ESTUDANDO OS CONCEITOS CIENTÍFICOS, E METODOLOGIAS

  • Conceitos
  • Reforço Positivo, Reforço Negativo e Punição

MÓDULO 04 DIDÁTICA PARA COM O CLIENTE E TÉCNICAS DE ADESTRAMENTO

  • Visita ao cliente, como agir
  • Entendendo o contexto para mudar o comportamento do cão
  • Carregamento do clicker

MÓDULO 05 INICIO DAS AULAS PRÁTICAS, CONCEITOS PARA EXTRAÇÃO DE COMANDOS

  • Carregar o clicker na prática
  • Como criar um aprendizado sem falhas
  • Como criar um aprendizado sem falhas, vídeo
  • Generalizando os comandos com indução (usando petisco perto do nariz como moeda de troca)
  • Carregamento da base, significado
  • Generalizando comandos troca de posições, senta, deita, de pé com contato (toque)
  • Generalizando cão inseguro
  • Descriminando comandos (descriminar é colocar comandos verbais)
  • Descriminando comandos Parte 2
  • Descriminando comandos Parte 3

MÓDULO 06 AULAS BÔNUS

  • Todo mês uma aula nova e exclusiva para os alunos

Walkerdog

 

Conheça o Adestrador Alexsandro Epping

 

Curso para Adestradores de Cães centro canino walkerdog Olá meu nome é Alexsandro Epping, sou proprietário do Centro Canino WalkerDog. Venho convidar você que assim como eu quer trabalhar com o que ama, TRABALHAR ADESTRANDO CÃES!

Sou Formado em comunicação e Marketing, atualmente curso História na Unicesumar e Gestão de Empresa na Anhanguera

Realizou os seguintes cursos:

  • Treinamento tático com cães. Local Quinto batalhão de suprimento Curitiba com Sub tenente Marcos Goes
  • Treinamento de busca e resgate com cães, faro de entorpecente, busca e captura. Local: Marau RS. Instrutores: sargento do POE Antonio Rodrigues, RS, instrutores da K9 do Uruguai, EUA e Colombia

  • Em 10 anos o instrutor Alex buscou mais de 30 cursos e seminários no Brasil e no exterior, sendo cursos e semanários no valor de R$ 2.000 a R$ 5.000,00. Como orientador na formação de adestradores de cães de guarda também se especializou na área da segurança em cursos homologados pela Polícia Federal e ainda buscou qualificação didática de e ensino superior como instrutor na formação de alunos em seguimentos como adestradores.

    Totalizando mais de R$50.000,00 investidos em conhecimento.

    E mais dezenas de cursos no qual já ganhou mérito de destaque como melhor aluno em turma de 21 alunos.

    Dados de atuação:
    O adestrador Alexsandro Epping é responsável pela formação de adestradores na WalkerDog, adestrador responsável pelo treinamento de cães condenados a eutanásia por vigilância sanitária de diversos municípios, adestrador do cães em treinamento da WalkerDog, palestrante sobre comportamento canino em várias empresas escolas técnicas e faculdades.

    Responsável pelo hotel/ creche da WalkerDog.
    Sua equipe são ex alunos de cursos da WalkerDog

     

    LEMBRA DA HISTÓRIA DO LIVRO?

    Aconteceu em 2010 ....

    Veja Como Está Nossa Estrutura HOJE!

    P.S.: não estou vendendo uma SOLUÇÃO MÁGICA, mas o conhecimento deste curso, aliado é muito trabalho e dedicação, pode se transformar em UMA JÓIA DO INFINITO

     

    Walkerdog

     

    HOJE VOCÊ TERÁ A OPORTUNIDADE ÚNICA DE ADQUIRIR O CURSO COMPLETO POR APENAS

     

    de R$ 697,00 valor normal

     

    12 x de R$ 48,42

     

    Menos de R$2,00 por dia.

     

    São MAIS DE R$ 50.000,00 investidos em conhecimento pelo adestrador Alex

    TUDO ISSO entregue no curso para você por um preço acessível

     

    comprar curso agora

     

    garantia 7 dias

     

    O RISCO é TODO MEU, Até 7 DIAS depois do pagamento, você pode cancelar por qualquer motivo, e devolvemos todo o valor pago.

    ONDE EU RECEBO O CURSO?

    Logo após a confirmação da sua compra, você irá receber no seu E-mail os dados de acesso ao curso online.

    FICOU COM ALGUMA DÚVIDA EM RELAÇÃO AO CURSO ONLINE?

    Chame nos nossos WHATSAPP (51) 9 97613537 (vivo) | (51) 9 91519690 (claro)


    Título: Curso de Adestramento de Cães em Bias Fortes Minas Gerais
    Criado em 28/05/2020 - Publicado em - Atualizado em 28/05/2020
    Centro Canino WalkerDog
    Centro Canino WalkerDog

    Conheça o Curso Banho e Tosa em Bias Fortes MG

    Dados de Bias Fortes - MG
    Area em km2= 283
    Populacao = 3793
    PIB Per Capta = R$ 0

    HISTORIA
    Topônimo[editar | editar código-fonte] Bias Fortes teve, primitivamente, a denominação de "Quilombo", por haver sido em tempos remotos guarida de muitos negros chamados quilombolas. Esse nome perdurou por longos anos; mais tarde, porém, foi mudada para União, em virtude do Decreto Municipal n. 148 de 20 de Maio de 1896, que regulamentou a Lei n. 5 de 15 de Fevereiro de 1896, do Conselho Distrital. Atualmente recebeu o nome de Bias Fortes, prestando homenagem à memória do democrata barbacenense Crispim Jacques Bias Fortes. Origem e formação[editar | editar código-fonte] Nas investigações feitas não foi possível determinar com rigor cronológico a data certa em que se estabeleceu nestas paragens a primitiva comunidade que deu origem ao agrupamento de famílias, para se constituírem em coletividade. O certo é que, em 1826, a povoação de Quilombo já gozava da categoria de distrito, com autoridades administrativas e policiais legalmente constituídas, como se constata pela leitura dos documentos mais antigos. Entre os documentos aludidos, cita-se as atas lavradas no livro Termo de conciliação de Bem Viver, aberto e rubricado pelo juiz de paz, por nome de José Ribeiro de Almeida, livro que leva o reconhecimento público do juiz municipal de Barbacena, pertencente, nesta data, à comarca do Rio das Mortes. Parece bem provável que o povoado de Quilombo foi elevado a distrito em 1822, por ocasião da elevação de Barbacena à categoria de vila. O Arraial de Quilombo, como o nome indica, tem sua origem na concentração de escravos fugitivos, que fixaram a residência precária num reduto de terra compreendido entre a confluência de dois rios: Quilombo e Vermelho. Esta circunstância relembra uma nota muito salientada em todos os tratados histórico-sociais sobre a comunidade e a sociedade, denominados hoje Introdução à Sociologia: as vias aquáticas na formação das primitivas comunidades. A história da colonização comprova que as primitivas comunidades se concentraram em torno de bacias fluviais ou marítimas, concentrações humanas origem de ulteriores núcleos urbanos, que na maior parte dos casos se constituem berço de florescentes metrópoles. Seguindo esse princípio importante na história da civilização, constituíram no caso, a primitiva comunidade, denominada durante muitos anos Arraial de Quilombo, que em 1826 pertencia à categoria de distrito. Tendo em mente a lenta evolução que se observava no Estado de Minas Gerais, na época a que se refere, depreende-se que a primitiva história do Quilombo remonta, presumivelmente aos primitivos anos da segunda metade do século XVIII, já que em 1826 não existia mais o quilombo etimológico e histórico, e sim uma comunidade regularmente constituída, com vida associativa rudimentar, porém civil e eclesiasticamente organizada, denominada Quilombo mais por respeito à origem do que pela situação social e histórica. Evolução do Quilombo[editar | editar código-fonte] A primitiva comunidade de Quilombo, não obstante sua conformação étnica, viu-se na contingência de descrever uma trajetória oprimida, imposta pelo domínio do homem branco, que procurava estabelecer contato com os refugiados dos redutos para usufruir da sua energia e do seu trabalho. O certo é que os primitivos quilombolas viveram durante muitos anos num estado rudimentar de vida social. Sua condição de escravos, e ainda, de negros, fugindo dos pesados anéis da corrente torturadora, inspirou-lhes o saudosismo africano, reproduzindo assim uma vida precária, especificada por instintos de povos e tribos e por ódio ao branco, seu algoz e opressor. Parece ser lei inexorável da evolução a luta e o sacrifício; e essa lei se aplica também ao caso, pois nos consta que o contato dos quilombolas com os brancos se realizou depois de constantes lutas. Apesar da revolta dos negros, os senhores dominaram a região e formaram-se as grandes fazendas. Havia, contudo um ponto comum entre eles: o pensamento voltado para Deus. Como prova disso, em 1819 iniciaram a construção da Capela Nossa Senhora das Dores do Quilombo, que contou com o braço forte do negro. Nessa época a comunidade de Quilombo já possuía autoridades policiais e eclesiásticas legalmente constituídas. Passados os anos, já extinta a escravidão no Brasil, os brancos e negros, habitantes dessas região encontraram paz, harmonia e juntos começaram a trabalhar em prol da comunidade. Distrito de União[editar | editar código-fonte] Inspirados e orientados pelo Professor Antônio Marques da Rocha Sobrinho, os moradores decidiram mudar a denominação do Arraial de Quilombo para Arraial de União o que se efetuou em 20 de Maio de 1896. A vida social era animada pelas festas religiosas, das quais o povo da zona rural também participava. Para transportar seus utensílios domésticos para o arraial, usavam o carro de bois, enquanto as senhoras vinham montadas em cavalos arreados com cilhões. Nas festas nunca faltavam a presença do caixeiro-viajante (camelô), que trazia de outras paragens artigos não existentes no lugar. Um dos fatores básicos da economia de União foi, como é até hoje, a pecuária, cujos produtos derivados (toucinho e queijo) eram transportados para outros centros comerciais: isso se fazia por meio de tropas, conduzidas pelo tropeiro, que procuravam equipar bem seus animais. À frente da tropa vinha a madrinha, sempre bem enfeitada com fitas coloridas, e, no peitoril, o cincerro (pequena campainha). Pelo Decreto-Lei Estadual n. 148 de 17 de Dezembro de 1938, o Distrito de União foi emancipado, transformando em município, com o nome de Bias Fortes, homenageando-se o grande democrata Crispim Jacques Bias Fortes.
    ECONOMIA
    Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Bias Fortes localizada no estado de Minas Gerais tem uma área de 283.5 de quilometros quadrados. A população total de Bias Fortes é de 3793 pessoas, sendo 1970 homens e 1823 mulheres. A população na área urbana de Bias Fortes MG é de 1499pessoas, já a população da árae rual é de 2294 pessoas. A Densidade demográfica de Bias Fortes MG é de 13.38. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Bias Fortes MG é que 21.33% tem entre 0 e 14 anos de idade; 67.49% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 11.18% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Bias Fortes localizada no estado de Minas Gerais são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país. A economia do município de Bias Fortes se baseia na agropecuária, especificamente na pecuária leiteira, que vem enfrentando sérios problemas com falta de mão-de-obra e financiamento. PIB (2002)[editar | editar código-fonte] Valor adicionado na Agropecuária - 2002      2.464 mil reais Valor adicionado na Indústria - 2002 1.607 Mil Reais Valor adicionado no Serviço - 2002 6.601 Mil Reais Dummy - 2002 0 Mil Reais Impostos - 2002 68 Mil Reais PIB a preço de mercado corrente - 2002   10.739     Mil Reais   Fonte: IBGE Agropecuária[editar | editar código-fonte] Principais produtos pecuários (2003)[editar | editar código-fonte]   Especificação  Número de cabeças  Unidade   Bovinos 7.993 cabeça   Suínos 692 cabeça   Eqüinos 287 cabeça   Muares 73 cabeça   Galináceos 5.449 cabeça   Produção de leite   3.978 Mil litros   Ovos de galinha 32  Mil dúzias    Mel de abelha 930 kg Fonte: IBGE Principais produtos agrícolas e de silvicultura (2003)[editar | editar código-fonte]   Produto  Área plantada/  Área colhida (ha)  Produção  (t)  Rendimento médio  (kg/ha)  Valor da Produção  (Mil R$)   Arroz em casca   6/6 9 1.500 7   Banana1 10/10 80 8.000 48   Cana-de-açúcar 120/120 3.600 30.000 108   Carvão Vegetal - 1.930 - 772   Feijão 300/230 113 491 178   Laranja² 15/15 60 4.000 42   Lenha - 500 m³ - 9   Mandioca 25/25 375 15.000 150   Milho 450/450 945 2.100 284 Fonte: IBGE 1- Cachos 2- Frutos Empresas e serviços[editar | editar código-fonte] Empresas (2003)[editar | editar código-fonte]   Especificação  N° de unidades locais   Pessoal ocupado total   Pessoal ocupado assalariado   Salários  (Mil R$)   Agricultura; pecuária; silvicultura e exploração florestal 9 68 60 192   Indústrias de transformação 15 23 3 9   Construção 1 - - -   Comércio; reparação de veículos automotores, objetos pessoais e domésticos 50 79 5 18   Alojamento e alimentação 5 6 - -   Transporte, armazenagem e comunicações 4 3 2 18   Intermediação financeira 4 - - -   Atividades imobiliárias; aluguéis e serviços prestados à empresas 16 89 64 132   Administração pública; defesa e seguridade social 2 - - -   Educação 19 - - -   Saúde e serviços sociais 2 - - -   Outros serviços coletivos e pessoais 17 5 3 6 Fonte: IBGE
    TURISMO
    1 História 1.1 Topônimo 1.2 Origem e formação 1.3 Evolução do Quilombo 1.4 Distrito de União 2 Símbolos 2.1 Brasão 2.2 Bandeira 3 As quatro maiores localidades rurais 3.1 Colônia do Paiol 3.2 Fátima 3.3 Ponte Nova 3.4 Várzea de Santo Antônio 4 Economia 4.1 PIB (2002) 4.2 Agropecuária 4.2.1 Principais produtos pecuários (2003) 4.2.2 Principais produtos agrícolas e de silvicultura (2003) 4.3 Empresas e serviços 4.3.1 Empresas (2003) 5 Elementos culturais 5.1 Festas e datas comemorativas 6 Administração 7 Bibliografia 8 Futebol 9 Referências 10 Ligações externas

    Curso De Adestramento De Caes Bezerros Pe

    Sobre Cursos EAD

    Com a chegada da banda larga em praticamente todo território nacional e o crédito fácil para a aquisição de computadores, houve também uma explosão na oferta de cursos de Educação a Distância (EaD), nos últimos anos.

    Porém, como se trata de um fenômeno relativamente novo, muita gente deixa de optar pela modalidade por pura falta de informação. Assim, acaba perdendo uma boa oportunidade de se graduar por uma instituição reconhecida no mercado.

    O diploma de um curso em EaD tem o mesmo valor dos presenciais. Inclusive, esse detalhe não vem especificado no documento. Os cursos são de excelência e, na maioria das vezes, procurados por pessoas que moram longe das boas instituições ou por quem já está no mercado de trabalho- — esclarece Pablo Cabral, tutor de Tecnologia dos Sistema da Computação, do Consórcio de Educação a Distância do Rio de Janeiro (Cederj).