Curso de Adestramento de Cães em Garanhuns

 

 

Você você mora em Garanhuns Pernambuco
Aproveite Esta GRANDE OPORTUNIDADE para entrar no mercado de Adestramento de Cães

 

 

ATENÇÃO Veja no vídeo abaixo como um livro de apenas R$ 2,50 mudou minha vida profissional e pode MUDAR A SUA TAMBÉM

 

 

O Curso Adestramento A Jóia do Infinito é o único do mercado COM ...
* ANIMAÇÕES 3D * Presença de Aluno real * Didática de atendimento ao cliente * Simulação de adestrador atendendo cliente * Situações reais com cães desmotivados

 

Walkerdog

 

Curso Adestramento A Joia do Infinito RETORNO RÁPIDO!

Como Adestrador Formado no Curso Online do Centro Canino WalkerDog

você pode cobrar R$ 80,00 por hora de adestramento,

se fizer 4 horas por final de semana você


fatura em um único mês R$ 1280,00



 

comprar curso agora

 

compra segura hotmart

Compra 100% segura! Receba imediatamente seu acesso após a confirmação do pagamento.


hotmart

 

Veja Como Funciona o Curso

No Curso de Adestramento de Cães A Jóia do Infinito, oferecido pelo Centro Canino WalkerDog, você aprenderá as principais técnicas de Adestramento, aliando teoria e prática. O Curso é 100% online gravado em alta resolução com Animações 3D e participação de aluno real nas aulas práticas.

Aprenda também sobre o bem-estar animal, alimentação correta, psicologia e comportamento canino, interpretação da linguagem corporal dos cães, e mais:

Como evitar que o cão coma ou destrua objetos em casa;

Saiba como ensiná-lo a fazer as necessidades no local correto;

Aprenda técnicas e truques de adestramento, do básico ao avançado;

Conheça como é o treinamento de um cão de trabalho.

POR DENTRO DO CURSO

6 Módulos, mais de 20 Videoaulas com método exclusivo, animação 3D e aluno real.

CURSO 100% ONLINE

Você vai assistir no conforto da sua casa, a hora que você quiser, podendo ver e rever as aulas

AULAS REAIS

Aulas práticas gravadas com aluno real.

SUPORTE E ACOMPANHAMENTO

Você vai ter o suporte individual diretamente com o Adestrador Alex para tirar suas dúvidas através do grupo do Facebook.

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

Após assistir todas as aulas do curso, você receberá um lindo certificado provando a conclusão do curso, mostrando que você está preparado para trabalhar como adestrador de cães.

hotmart

 

Veja o que os alunos estão falando sobre o Curso

grade curricular

 

Conheça a GRADE CURRICULAR do curso

MÓDULO 01 APRESENTAÇÃO

  • Boas vidas e apresentação do curso de Adestramento A Jóia do Infinito

MÓDULO 02 CONHECENDO A HISTÓRIA E O COMPORTAMENTO CANINO

  • A história do relacionamento entre cães e humanos no Brasil.
  • Comportamento Canino

MÓDULO 03 ESTUDANDO OS CONCEITOS CIENTÍFICOS, E METODOLOGIAS

  • Conceitos
  • Reforço Positivo, Reforço Negativo e Punição

MÓDULO 04 DIDÁTICA PARA COM O CLIENTE E TÉCNICAS DE ADESTRAMENTO

  • Visita ao cliente, como agir
  • Entendendo o contexto para mudar o comportamento do cão
  • Carregamento do clicker

MÓDULO 05 INICIO DAS AULAS PRÁTICAS, CONCEITOS PARA EXTRAÇÃO DE COMANDOS

  • Carregar o clicker na prática
  • Como criar um aprendizado sem falhas
  • Como criar um aprendizado sem falhas, vídeo
  • Generalizando os comandos com indução (usando petisco perto do nariz como moeda de troca)
  • Carregamento da base, significado
  • Generalizando comandos troca de posições, senta, deita, de pé com contato (toque)
  • Generalizando cão inseguro
  • Descriminando comandos (descriminar é colocar comandos verbais)
  • Descriminando comandos Parte 2
  • Descriminando comandos Parte 3

MÓDULO 06 AULAS BÔNUS

  • Todo mês uma aula nova e exclusiva para os alunos

Walkerdog

 

Conheça o Adestrador Alexsandro Epping

 

Curso para Adestradores de Cães centro canino walkerdog Olá meu nome é Alexsandro Epping, sou proprietário do Centro Canino WalkerDog. Venho convidar você que assim como eu quer trabalhar com o que ama, TRABALHAR ADESTRANDO CÃES!

Sou Formado em comunicação e Marketing, atualmente curso História na Unicesumar e Gestão de Empresa na Anhanguera

Realizou os seguintes cursos:

  • Treinamento tático com cães. Local Quinto batalhão de suprimento Curitiba com Sub tenente Marcos Goes
  • Treinamento de busca e resgate com cães, faro de entorpecente, busca e captura. Local: Marau RS. Instrutores: sargento do POE Antonio Rodrigues, RS, instrutores da K9 do Uruguai, EUA e Colombia

  • Em 10 anos o instrutor Alex buscou mais de 30 cursos e seminários no Brasil e no exterior, sendo cursos e semanários no valor de R$ 2.000 a R$ 5.000,00. Como orientador na formação de adestradores de cães de guarda também se especializou na área da segurança em cursos homologados pela Polícia Federal e ainda buscou qualificação didática de e ensino superior como instrutor na formação de alunos em seguimentos como adestradores.

    Totalizando mais de R$50.000,00 investidos em conhecimento.

    E mais dezenas de cursos no qual já ganhou mérito de destaque como melhor aluno em turma de 21 alunos.

    Dados de atuação:
    O adestrador Alexsandro Epping é responsável pela formação de adestradores na WalkerDog, adestrador responsável pelo treinamento de cães condenados a eutanásia por vigilância sanitária de diversos municípios, adestrador do cães em treinamento da WalkerDog, palestrante sobre comportamento canino em várias empresas escolas técnicas e faculdades.

    Responsável pelo hotel/ creche da WalkerDog.
    Sua equipe são ex alunos de cursos da WalkerDog

     

    LEMBRA DA HISTÓRIA DO LIVRO?

    Aconteceu em 2010 ....

    Veja Como Está Nossa Estrutura HOJE!

    P.S.: não estou vendendo uma SOLUÇÃO MÁGICA, mas o conhecimento deste curso, aliado é muito trabalho e dedicação, pode se transformar em UMA JÓIA DO INFINITO

     

    Walkerdog

     

    HOJE VOCÊ TERÁ A OPORTUNIDADE ÚNICA DE ADQUIRIR O CURSO COMPLETO POR APENAS

     

    de R$ 697,00 valor normal

     

    12 x de R$ 48,42

     

    Menos de R$2,00 por dia.

     

    São MAIS DE R$ 50.000,00 investidos em conhecimento pelo adestrador Alex

    TUDO ISSO entregue no curso para você por um preço acessível

     

    comprar curso agora

     

    garantia 7 dias

     

    O RISCO é TODO MEU, Até 7 DIAS depois do pagamento, você pode cancelar por qualquer motivo, e devolvemos todo o valor pago.

    ONDE EU RECEBO O CURSO?

    Logo após a confirmação da sua compra, você irá receber no seu E-mail os dados de acesso ao curso online.

    FICOU COM ALGUMA DÚVIDA EM RELAÇÃO AO CURSO ONLINE?

    Chame nos nossos WHATSAPP (51) 9 97613537 (vivo) | (51) 9 91519690 (claro)


    Título: Curso de Adestramento de Cães em Garanhuns Pernambuco
    Criado em 28/05/2020 - Publicado em - Atualizado em 28/05/2020
    Centro Canino WalkerDog
    Centro Canino WalkerDog

    Conheça o Curso Banho e Tosa em Garanhuns PE

    Dados de Garanhuns - PE
    Area em km2= 458
    Populacao = 129408
    PIB Per Capta = R$ 0

    HISTORIA
    Igreja Matriz de Santo Antônio, no Centro de Garanhuns. Garanhuns, agosto de 1961. Arquivo Nacional. O início do povoamento de origem europeia das terras onde se situa o município de Garanhuns data do século XVII. Fugindo ao jugo flamengo e à escravidão, brancos e negros se deslocaram para a região, primitivamente habitada por indígenas, presumivelmente um ramo dos cariris. Posteriormente, novas levas de escravos foragidos se estabeleceram nos brejos, em aldeamentos esparsos. Em 29 de setembro de 1658, o mestre de campo Nicolau Aranha Pacheco, o capitão Cosmo de Brito Cação, Antonio Fernandes Aranha e Ambrósio Aranha de Farias obtiveram, do então governador da capitania de Pernambuco, André Vidal de Negreiros, uma sesmaria de 20 léguas de terras em dois lotes, sendo um nos campos dos Garanhuns e outro no Panema. No primeiro lote, foi fundada uma fazenda, nesse mesmo ano, com a denominação de Sítio Garcia, no local onde atualmente se encontra a sede municipal. Tudo indica que a fazenda se encontrava em franco desenvolvimento quando, por volta de 1670, ela foi totalmente destruída durante conflitos com quilombolas do Curica, no Alto do Magano, passando a ser conhecida, daí por diante, como Tapera do Garcia, denominação depois simplificada para Tapera.[14] "Tapera" é uma palavra tupi antiga que significa "aldeia que foi, aldeia extinta, aldeia destruída" e que, no português atual, significa "casa em ruínas, casa abandonada".[15] A Guerra dos Palmares (segunda metade do século XVII) prejudicou sensivelmente o progresso da região, pois as fazendas ali localizadas estavam sob a ameaça constante de depredações, saques e morticínios, que obrigavam seus proprietários a abandoná-las, juntamente com a população branca. Terminada a Guerra dos Palmares, em 1696, a região desenvolveu-se de maneira tão rápida que, já em 1699, era expedida uma carta régia criando varas de juízo, ou julgados, em diversas freguesias do sertão, entre elas Garanhuns, sede da "capitania do Sertão do Ararobá", como era conhecida toda a zona compreendida entre o Cimbres e o Pajeú das Flores.[14] Em 1704, a Tapera do Garcia foi comprada pelo coronel Manuel Pereira de Azevedo, passando por conta de sua morte, alguns anos depois, a ser administrada por sua viúva dona Simoa Gomes de Azevedo. Em 1756, sua viúva fez doação de um trecho de terras de meia légua em quadro à Confraria das Almas da matriz de Garanhuns, no local onde mais tarde se ergueu a cidade. Com a criação da Vila de Cimbres, em 1762, e sua instalação no ano seguinte, Garanhuns ficou apenas como sede da freguesia de Santo Antônio de Garanhuns, perdendo a condição de sede da capitania do Sertão do Ararobá. Em 1796, a capela local deixou de ser curato e passou à condição de sede do vicariato; em 15 de agosto de 1800, foi criada a paróquia de Santo Antônio da povoação de Garanhuns.[16] Seminário São José Ao final do século XIX, com a construção da linha férrea que liga o município à capital pernambucana, o setor da prestação de serviços ocasionou o apogeu do crescimento econômico e populacional de Garanhuns, quando graças à diminuição do tempo gasto na viagem entre as cidades do litoral pernambucano e interior, a quantidade de hotéis e pousadas cresceu com muita rapidez, aumentando também o número de pessoas que buscavam, no município, o turismo rural. Na década de 1990, a criação do festival de inverno da cidade consolidou o turismo como principal gerador de renda da região.[17] Até o início de 2014, o município comemorava o dia da sua emancipação em 4 de fevereiro, data que foi alterada após uma pesquisa realizada pelo presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns no Museu do Tombo, em Portugal. Ao entrar em contato com os arquivistas do museu, o presidente, que buscava por documentos acerca do ataque de Domingos Jorge Velho à cidade, encontrou a Carta Régia do município, assinada por Dom João IV, que elevava Garanhuns à categoria de vila. A carta encontrada foi decisiva para a adequação do município à lei constitucional que proíbe um município possuir mais de quatro feriados municipais. A partir do fato, o dia da emancipação passa a ser celebrado como uma data magna, nunca caindo em um dia útil.[18]
    ECONOMIA
    Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Garanhuns localizada no estado de Pernambuco tem uma área de 458.6 de quilometros quadrados. A população total de Garanhuns é de 129408 pessoas, sendo 60976 homens e 68432 mulheres. A população na área urbana de Garanhuns PE é de 115356pessoas, já a população da árae rual é de 14052 pessoas. A Densidade demográfica de Garanhuns PE é de 282.21. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Garanhuns PE é que 26.58% tem entre 0 e 14 anos de idade; 65.91% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 7.51% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Garanhuns localizada no estado de Pernambuco são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país. O turismo movimenta de forma representativa a economia de Garanhuns em alguns períodos do ano. Na foto, o Relógio das Flores. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Produto Interno Bruto (PIB) de Garanhuns é o 413° maior do Brasil e o 11° maior de Pernambuco. Ainda de acordo com os dados das Contas Regionais do IBGE para o ano de 2011, o valor bruto do PIB era de R$ 1 201 225 mil, sendo R$ 149 558 mil impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes. O valor do Produto Interno Bruto per capita foi de R$ 9 218,71.[56] No ano de 2010, 62,02% da população com idade igual ou superior a 18 anos era economicamente ativa, enquanto que a taxa de desocupação foi de 10,86%.[37] Em 2011, o Cadastro Central de Empresas mostrou que havia cerca de 2 607 unidades locais e 2 469 empresas atuantes, contando com estabelecimentos comerciais. Cerca de 19 059 trabalhadores foram considerados pessoal ocupado e 16 325 foram considerados pessoal ocupado assalariado. Os salários acrescentados a outras remunerações foram calculados em 227 577 mil reais e o salário médio mensal do município foi de 2,0 salários mínimos.[57] Dados do IBGE mostram que em 2010 72,78% dos domicílios sobreviviam com menos de um salário mínimo por morador, 17,77% com entre um ou mais salários mínimos para cada pessoa, 2,84% recebiam entre três e cinco salários, 2,35% tinham rendimento mensal superior a cinco salários mínimos e 4,24% não tinham rendimento.[58] Setor primário[editar | editar código-fonte] O setor primário é o menos representativo na economia garanhuense. Do total de toda riqueza gerada no município, apenas R$ 24 628 mil reais é o valor bruto de tudo que é produzido na agricultura e na agropecuária,[56] tendo 14,47% do pessoal ocupado trabalhando neste setor. O censo pecuário mostrou que em 2012 o município detinha um rebanho de 29 200 bovinos, 510 caprinos, 168 asininos, 1 000 equinos, 150 muares, 7 600 ovinos e 2 550 suínos. Contava também com 980 700 aves (galos, frangas, frangos e pintos), 106 600 galinhas, com uma produção de 1 360 ovos de galinha. 5 600 vacas foram ordenhadas, obtendo-se 7 056 litros de leite. Ainda foram extraídos 200 quilos de mel de abelha.[59] A região de Garanhuns se destaca pela produção artesanal, semi-artesanal e industrial de derivados do leite. Sua bacia leiteira atende desde a indústria de laticínios à produção de queijo coalho, mussarela, manteiga e ricota, além de outros derivados do leite, como achocolatados, iogurtes e doces. A Parmalat é a principal empresa atendida pela bacia, a unidade é responsável pelo abastecimento de toda região norte e nordeste do país, produzindo produtos como o leite longa vida (UHT), pasteurizado, aromatizado, leite condensado, creme de leite e leite em pó. Toda sua demanda é atendido por 192 produtores do agreste meridional pernambucano.[60][61][62] Produção de banana, castanha de caju e café (2012)[63] Produto Área colhida (hectares) Produção (tonelada) Banana 60 10 Castanha de caju 56 70 Café 50 70 Segundo o levantamento feito pelo IBGE em 2012, os destaques na produção da lavoura temporária foram as plantações de feijão (418 toneladas, 30 000 hectares plantados e 2 370 colhidos); batata-doce (60 toneladas e 10 hectares plantados); milho (60 toneladas, 1 000 hectares cultivados e 500 hectares colhidos); melancia (36 toneladas e 4 hectares plantados); macaxeira (10 400 toneladas e 1 300 hectares plantados); tomate (9 300 toneladas e 230 hectares cultivados); fumo (2 toneladas e 2 hectares cultivados); fava (2 toneladas, 20 hectares plantados e 10 hectares colhidos).[64] Enquanto que na lavoura permanente, os destaques foram o cultivo da banana (60 toneladas em 10 hectares plantados); castanha de caju (56 toneladas em 70 hectares); café (arábica) (50 toneladas em 100 hectares cultivados); laranja (30 toneladas em 10 hectares); abacate (24 toneladas em 3 hectares); limão (3 toneladas em 2 hectares) e a de tangerina (3 toneladas em 2 hectares).[63] Setor secundário[editar | editar código-fonte] No ano de 2011, a indústria foi a segunda maior geradora de riqueza de Garanhuns. Aproximadamente R$ 233 712 mil reais do seu produto interno bruto era o equivalente ao gerado pelo setor secundário.[56] Em 2010, 0,11% das pessoas ocupadas maiores de 18 anos estavam empregadas na indústria extrativa e 7,11% na indústria de transformação.[37] Até o primeiro trimestre de 2014, a cidade não possuía nenhum distrito industrial, o que dificultava a chegada de novas indústrias ao município. Uma das poucas significativas indústrias contidas na cidade está uma unidade fabril da Unilever,[65] além de indústrias direcionadas ao setor alimentício, principalmente laticínios, como as unidades da Parmalat e da marca Bom Gosto, ambas do grupo LBR.[61][66] Em 2013, o vereador Haroldo Vicente (PROS) enviou um requerimento à Câmara Municipal de Garanhuns solicitando que o Chefe do Poder Executivo delimitasse uma extensão de terras para a criação um distrito industrial. Ainda no requerimento, o vereador argumentou que um distrito industrial para o município seria um marco para a economia de Garanhuns e que no local a ser delimitado seriam concentrados uma infraestrutura munida de rodovias, eletricidade de alta potência, cabos high-end, comunicações, grande oferta de água e grande suprimento de gás. Ademais de oferecer uma redução de impostos, ser um ambiente atraente para negócios e possuir uma determinada distância da área urbana da cidade, numa forma de tentar reduzir ao máximo o impacto ambiental e social.[67] Setor terciário[editar | editar código-fonte] Anúncios comerciais na cidade. No ano de 2010, segundo dados do Atlas do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, 6,59% das pessoas maiores de 18 anos ocupadas trabalhavam no setor da construção civil, 1,30% nos setores de utilidade pública, 21,27% no comércio e 43,64% no setor de prestação de serviços.[37] Em números absolutos, em 2012 cerca de 6 577 pessoas estavam empregadas no comércio e um total de 4 856 pessoas estavam ocupadas na atividade de serviços.[68] De acordo com as Contas Regionais do IBGE no ano de 2011, o setor terciário era o maior gerador de riquezas no município, correspondendo a 75,44% da economia garanhuense, com um valor bruto de R$ 793 327 mil.[56] Vista de Garanhuns a partir do 9º BPM. O comércio garanhuense é bastante diversificado, característica principal da sua função centralizadora no agreste meridional de Pernambuco.[69] Seu pólo comercial é servido por uma grande variedade de redes nacionais e internacionais, possuindo lojas como: Casas Bahia, Cacau Show, Subway, Lojas Americanas, Eletro Shopping, Insinuante, Magazine Luiza, Farmácia Pague Menos, Todo Dia, Don Pastello, Magazine Pérola, entre outras.[70] No ano de 1876, foi na cidade que o maior varejista de materiais de construção, a Ferreira Costa Home Center, foi fundado pelo imigrante português João Ferreira da Costa.[71] No ano de 2010, o grupo Tenco anunciou a construção do primeiro shopping do tipo regional no município, localizado às margens da BR-423 no quilômetro 93. A área do terreno do empreendimento foi medida em 54 162 metros quadrados, sendo 33 452 metros quadrados e 21 337 metros quadrados de área bruta locável. A unidade possuirá um total de 155 lojas, sendo quatro âncoras, oito megalojas, 116 lojas satélites, quatorze estabelecimentos na praça de alimentação, 4 restaurantes, um estabelecimento de lazer e sete lojas de serviços. O centro comercial contará ainda com seis salas de cinema, 900 vagas de estacionamento, totalizando uma média de 5,81 vagas por loja, contando ainda na sua estrutura com sete elevadores e 4 escadas rolantes.[72] Apesar de o shopping ter sido anunciado em 2010 pelo grupo, várias datas foram determinadas para o início da obra, porém, em nenhuma o empreendimento foi tirado do papel. No final de 2013, o grupo responsável pela construção comunicou oficialmente que as obras começarão em abril de 2014, ocorrendo a inauguração em agosto de 2015.[73]
    TURISMO
    1 Etimologia 2 História 3 Geografia 3.1 Clima 3.2 Ecologia e meio ambiente 4 Demografia 4.1 Pobreza e desigualdade 4.2 Religião 5 Política e administração 6 Subdivisões 7 Economia 7.1 Setor primário 7.2 Setor secundário 7.3 Setor terciário 8 Infraestrutura 8.1 Saúde 8.2 Educação 8.3 Segurança pública e criminalidade 8.4 Habitação, serviços e comunicação 8.5 Transportes 9 Cultura 9.1 Personalidades 9.2 Artes cênicas e eventos 9.3 Atrativos 10 Esportes 11 Feriados 12 Ver também 12.1 Anexos 13 Referências 14 Ligações externas

    Curso De Adestramento De Caes Gandu Ba

    Sobre Cursos EAD

    Com a revolução da internet, o acesso à informação se tornou cada vez mais fácil. Vemos isso no jornalismo, com o surgimento de portais online transmitindo notícias em tempo real. Ou no serviço de streaming, como Google Play, o Globo Play ou a Netflix, que facilitou o acesso à documentários, novelas e filmes. A informação está à um clique, e no setor da educação, o cenário não se encontra muito diferente.

    Os cursos online tem revolucionado cada vez mais a área do ensino. Os cursos à distância possuem não só a vantagem da autogerência e a flexibilização do seu tempo de estudo, como também permite a distribuição de conhecimento quebrando barreiras físicas. A pesquisa de um professor dos Estados Unidos pode ser facilmente acessada por um aluno do Rio de Janeiro e o mesmo aluno do Rio de Janeiro pode tirar dúvidas com um colega do Mato Grosso. Fatores esses que são muito limitado em casos de cursos presenciais, uma vez que ficamos muito limitados ao mesmo ciclo de convivência.

    Além dessas vantagens, a internet disponibiliza diversas opções de cursos EAD, que possibilitam oportunidades em diferentes modalidades para os alunos. Essa variedade transforma de extrema importância traçar qual o seu objetivo principal durante a sua escolha entre modalidades, a fim de descobrir qual melhor atende às suas expectativas.