Curso de Adestramento de Cães em Juiz De Fora

 

 

Você você mora em Juiz De Fora Minas Gerais
Aproveite Esta GRANDE OPORTUNIDADE para entrar no mercado de Adestramento de Cães

 

 

ATENÇÃO Veja no vídeo abaixo como um livro de apenas R$ 2,50 mudou minha vida profissional e pode MUDAR A SUA TAMBÉM

 

 

O Curso Adestramento A Jóia do Infinito é o único do mercado COM ...
* ANIMAÇÕES 3D * Presença de Aluno real * Didática de atendimento ao cliente * Simulação de adestrador atendendo cliente * Situações reais com cães desmotivados

 

Walkerdog

 

Curso Adestramento A Joia do Infinito RETORNO RÁPIDO!

Como Adestrador Formado no Curso Online do Centro Canino WalkerDog

você pode cobrar R$ 80,00 por hora de adestramento,

se fizer 4 horas por final de semana você


fatura em um único mês R$ 1280,00



 

comprar curso agora

 

compra segura hotmart

Compra 100% segura! Receba imediatamente seu acesso após a confirmação do pagamento.


hotmart

 

Veja Como Funciona o Curso

No Curso de Adestramento de Cães A Jóia do Infinito, oferecido pelo Centro Canino WalkerDog, você aprenderá as principais técnicas de Adestramento, aliando teoria e prática. O Curso é 100% online gravado em alta resolução com Animações 3D e participação de aluno real nas aulas práticas.

Aprenda também sobre o bem-estar animal, alimentação correta, psicologia e comportamento canino, interpretação da linguagem corporal dos cães, e mais:

Como evitar que o cão coma ou destrua objetos em casa;

Saiba como ensiná-lo a fazer as necessidades no local correto;

Aprenda técnicas e truques de adestramento, do básico ao avançado;

Conheça como é o treinamento de um cão de trabalho.

POR DENTRO DO CURSO

6 Módulos, mais de 20 Videoaulas com método exclusivo, animação 3D e aluno real.

CURSO 100% ONLINE

Você vai assistir no conforto da sua casa, a hora que você quiser, podendo ver e rever as aulas

AULAS REAIS

Aulas práticas gravadas com aluno real.

SUPORTE E ACOMPANHAMENTO

Você vai ter o suporte individual diretamente com o Adestrador Alex para tirar suas dúvidas através do grupo do Facebook.

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

Após assistir todas as aulas do curso, você receberá um lindo certificado provando a conclusão do curso, mostrando que você está preparado para trabalhar como adestrador de cães.

hotmart

 

Veja o que os alunos estão falando sobre o Curso

grade curricular

 

Conheça a GRADE CURRICULAR do curso

MÓDULO 01 APRESENTAÇÃO

  • Boas vidas e apresentação do curso de Adestramento A Jóia do Infinito

MÓDULO 02 CONHECENDO A HISTÓRIA E O COMPORTAMENTO CANINO

  • A história do relacionamento entre cães e humanos no Brasil.
  • Comportamento Canino

MÓDULO 03 ESTUDANDO OS CONCEITOS CIENTÍFICOS, E METODOLOGIAS

  • Conceitos
  • Reforço Positivo, Reforço Negativo e Punição

MÓDULO 04 DIDÁTICA PARA COM O CLIENTE E TÉCNICAS DE ADESTRAMENTO

  • Visita ao cliente, como agir
  • Entendendo o contexto para mudar o comportamento do cão
  • Carregamento do clicker

MÓDULO 05 INICIO DAS AULAS PRÁTICAS, CONCEITOS PARA EXTRAÇÃO DE COMANDOS

  • Carregar o clicker na prática
  • Como criar um aprendizado sem falhas
  • Como criar um aprendizado sem falhas, vídeo
  • Generalizando os comandos com indução (usando petisco perto do nariz como moeda de troca)
  • Carregamento da base, significado
  • Generalizando comandos troca de posições, senta, deita, de pé com contato (toque)
  • Generalizando cão inseguro
  • Descriminando comandos (descriminar é colocar comandos verbais)
  • Descriminando comandos Parte 2
  • Descriminando comandos Parte 3

MÓDULO 06 AULAS BÔNUS

  • Todo mês uma aula nova e exclusiva para os alunos

Walkerdog

 

Conheça o Adestrador Alexsandro Epping

 

Curso para Adestradores de Cães centro canino walkerdog Olá meu nome é Alexsandro Epping, sou proprietário do Centro Canino WalkerDog. Venho convidar você que assim como eu quer trabalhar com o que ama, TRABALHAR ADESTRANDO CÃES!

Sou Formado em comunicação e Marketing, atualmente curso História na Unicesumar e Gestão de Empresa na Anhanguera

Realizou os seguintes cursos:

  • Treinamento tático com cães. Local Quinto batalhão de suprimento Curitiba com Sub tenente Marcos Goes
  • Treinamento de busca e resgate com cães, faro de entorpecente, busca e captura. Local: Marau RS. Instrutores: sargento do POE Antonio Rodrigues, RS, instrutores da K9 do Uruguai, EUA e Colombia

  • Em 10 anos o instrutor Alex buscou mais de 30 cursos e seminários no Brasil e no exterior, sendo cursos e semanários no valor de R$ 2.000 a R$ 5.000,00. Como orientador na formação de adestradores de cães de guarda também se especializou na área da segurança em cursos homologados pela Polícia Federal e ainda buscou qualificação didática de e ensino superior como instrutor na formação de alunos em seguimentos como adestradores.

    Totalizando mais de R$50.000,00 investidos em conhecimento.

    E mais dezenas de cursos no qual já ganhou mérito de destaque como melhor aluno em turma de 21 alunos.

    Dados de atuação:
    O adestrador Alexsandro Epping é responsável pela formação de adestradores na WalkerDog, adestrador responsável pelo treinamento de cães condenados a eutanásia por vigilância sanitária de diversos municípios, adestrador do cães em treinamento da WalkerDog, palestrante sobre comportamento canino em várias empresas escolas técnicas e faculdades.

    Responsável pelo hotel/ creche da WalkerDog.
    Sua equipe são ex alunos de cursos da WalkerDog

     

    LEMBRA DA HISTÓRIA DO LIVRO?

    Aconteceu em 2010 ....

    Veja Como Está Nossa Estrutura HOJE!

    P.S.: não estou vendendo uma SOLUÇÃO MÁGICA, mas o conhecimento deste curso, aliado é muito trabalho e dedicação, pode se transformar em UMA JÓIA DO INFINITO

     

    Walkerdog

     

    HOJE VOCÊ TERÁ A OPORTUNIDADE ÚNICA DE ADQUIRIR O CURSO COMPLETO POR APENAS

     

    de R$ 697,00 valor normal

     

    12 x de R$ 48,42

     

    Menos de R$2,00 por dia.

     

    São MAIS DE R$ 50.000,00 investidos em conhecimento pelo adestrador Alex

    TUDO ISSO entregue no curso para você por um preço acessível

     

    comprar curso agora

     

    garantia 7 dias

     

    O RISCO é TODO MEU, Até 7 DIAS depois do pagamento, você pode cancelar por qualquer motivo, e devolvemos todo o valor pago.

    ONDE EU RECEBO O CURSO?

    Logo após a confirmação da sua compra, você irá receber no seu E-mail os dados de acesso ao curso online.

    FICOU COM ALGUMA DÚVIDA EM RELAÇÃO AO CURSO ONLINE?

    Chame nos nossos WHATSAPP (51) 9 97613537 (vivo) | (51) 9 91519690 (claro)


    Título: Curso de Adestramento de Cães em Juiz De Fora Minas Gerais
    Criado em 28/05/2020 - Publicado em - Atualizado em 28/05/2020
    Centro Canino WalkerDog
    Centro Canino WalkerDog

    Conheça o Curso Banho e Tosa em Juiz De Fora MG

    Dados de Juiz De Fora - MG
    Area em km2= 1435
    Populacao = 516247
    PIB Per Capta = R$ 0

    HISTORIA
    Ver artigo principal: História de Juiz de Fora O local onde hoje existe Juiz de Fora permaneceu intocado até o século XIX, exceto pelos índios puris e coroados. Com a construção do Caminho Novo em 1707, ligando a rota do ouro entre Vila Rica (Ouro Preto) e o porto do Rio de Janeiro, diversos grupos surgiram às margens da estrada, entre eles, o arraial de Santo Antônio do Paraibuna, criado em 1713, e que veio posteriormente a se tornar Juiz de Fora.[13] Atentado contra Jair Bolsonaro Ver artigo principal: Atentado contra Jair Bolsonaro Em 6 de setembro de 2018 o então candidato a Presidente da Republica, Jair Bolsonaro, sofreu um atentado contra a sua vida enquanto caminhava na Rua Batista de Oliveira, esquina com a Rua Halfeld. O autor desta tentativa de homicídio foi Adélio Bispo de Oliveira.
    ECONOMIA
    Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Juiz De Fora localizada no estado de Minas Gerais tem uma área de 1435.7 de quilometros quadrados. A população total de Juiz De Fora é de 516247 pessoas, sendo 244024 homens e 272223 mulheres. A população na área urbana de Juiz De Fora MG é de 510378pessoas, já a população da árae rual é de 5869 pessoas. A Densidade demográfica de Juiz De Fora MG é de 359.59. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Juiz De Fora MG é que 19.09% tem entre 0 e 14 anos de idade; 71.63% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 9.28% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Juiz De Fora localizada no estado de Minas Gerais são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país. Produto Interno Bruto Ano Mil Reais 2008[59]  ? 7.140.251 2007[60]  ? 6.504.492 2006[61]  ? 5.602.941 2005[62]  ? 5.256.357 2004[63]  ? 4.235.535 2003[64]  ? 3.674.197 Em maio de 2018, os principais setores da economia da cidade eram:[65] serviços, com 73.707 empregos;[65] comércio, com 32.579 empregos;[65] indústria de transformação, com 19.139 empregos.[65] Embora a cidade possua muitas instituições de ensino técnico e superior, não são oferecidas alternativas para reter estes talentos.[65] Comércio e serviço são setores que requerem baixa qualificação.[65] Segundo o SEBRAE, existiam 22.725 MEIs na cidade em 2017.[66] Setor primário A agricultura não possui tanta relevância em Juiz de Fora. De todo o PIB da cidade 40 493 mil reais é o valor adicionado bruto da agropecuária.[67] Segundo o IBGE em 2008 o município possuía um rebanho de 46 499 bovinos, 46 400 suínos, 470 equinos, 140 mulas, 80 caprinos, 70 búfalos, 25 asnos, 20 ovelhas e 808 000 aves, dentre estas 2 000 galinhas, 800 000 galos, frangos e pintinhos e 6 000 codornas.[68] Em 2008 a cidade produziu 164 mil litros de leite de 156 vacas. Foram produzidos 28 mil dúzias de ovos de galinha e 14 850 quilos de mel-de-abelha.[68] Na lavoura temporária são produzidos principalmente a cana-de-açúcar (7 750 toneladas), o milho (2 800 toneladas) e o feijão (195 toneladas).[69] Setor secundário A indústria atualmente é o segundo setor mais relevante para a economia juiz-forana. 1 619 725 reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria (setor secundário). A cidade conta com um Distrito Industrial em operação sob administração da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (CODEMIG). As principais atividades industriais do município são a fabricação de alimentos e bebidas, produtos têxteis, artigos de vestuário, produtos de metal, metalurgia, mobiliário, montagem de veículos e outros.[70] Setor terciário 3 961 065 milhões reais do PIB municipal são de prestações de serviços (terciário).[67] A economia da cidade é voltada basicamente para o setor de serviços.[48] De acordo com o IBGE a cidade possuía no ano de 2008 20 658 estabelecimentos comerciais e 36 602 trabalhadores, sendo 19 724 pessoal ocupado total e 145 581 ocupado assalariado. Salários juntamente com outras remunerações somavam 1 668 024 reais e o salário médio mensal de todo município era de 2,7 salários mínimos.[71] Um dos principais centros comerciais de Juiz de Fora e também um dos mais movimentados da região é o Independência Shopping, inaugurado em 22 de abril de 2008. Além de grandes lojas o shopping possui pequenas e médias empresas com sede no próprio município ou na região. Assim como no resto do país o maior período de vendas é o Natal.[72]
    TURISMO
    Lista de municípios de Minas Gerais Lista de municípios do Brasil Referências ? a b c d e f g h «MEMÓRIAS E REPRESENTAÇÕES ACERCA DA ESCOLA NORMAL DE JUIZ DE FORA». Cadernos de História da Educação. Universidade Federal de Uberlândia. 2004. pp. 86–89;93. Consultado em 10 de fevereiro de 2012  ? Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 5. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017  ? Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019  ? Antônio Almas toma posse como prefeito de Juiz de Fora Portal Globo ? a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 1 de julho de 2018  ? a b «Características Gerais». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 13 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2007  ? a b c d Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Juiz de Fora». Consultado em 1 de julho de 2018. Cópia arquivada em 10 de março de 2019  ? «Clima de Juiz de Fora». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 13 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 6 de julho de 2006  ? Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 29 de julho de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014  ? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 1 de julho de 2018. Cópia arquivada em 2 de julho de 2018  ? a b c «Minas Gerais». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 11 de setembro de 2010  ? «PLANEJAMENTO REGIONAL E POTENCIAIS DE DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DE MINAS GERAIS NA REGIÃO EM TORNO DE JUIZ DE FORA: UMA APLICAÇÃO DE ANÁLISE FATORIAL» (PDF). Nova Economia. Universidade Federal de Minas Gerais. Julho de 1999. pp. 122;124. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original (PDF) em 18 de janeiro de 2012. No que tange ao desenvolvimento industrial, pode-se traçar um possível eixo, formado pelas cidades próximas à BR 040 (Barbacena, São João Del Rei, Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco, Santos Dumont, Congonhas e Barroso), e as próximas à BR 116 (Ubá, Muriaé, Cataguases, Leopoldina, Viçosa, Visconde do Rio Branco e São João Nepomuceno). [...] As diretrizes de política pública do PMDI (1995) foram adotadas com o objetivo de mudar o estado vigente[...] Os setores escolhidos foram: energia - na região de Juiz de Fora, devido à implantação da usina termelétrica[...].  ? a b «Juiz de Fora Minas Gerais - Uma breve história da Manchester Mineira». Conotec. Consultado em 14 de setembro de 2010. Arquivado do original em 20 de julho de 2009. Em 1861 é inaugurada, com a presença do Imperador D. Pedro II, a estrada União e Indústria, considerada uma das mais modernas do mundo na época. O percurso, de 144 km, ligava Juiz de Fora a Petrópolis e servia para escoar a produção de café.  ? a b c «Análise Física e Sócio-Econômica». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «As 30 Maiores Cidades da Zona da Mata Mineira». Carangola.com. 8 de fevereiro de 2010. Consultado em 16 de setembro de 2010  ? a b «Tupi Foot Ball Club». O Gol. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? a b c «Cultura e Lazer em Juiz de Fora». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? a b «Carnaval em Juiz de Fora». Rota do Samba. 2006. Consultado em 14 de setembro de 2010. Arquivado do original em 23 de fevereiro de 2009  ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 1 de julho de 2018. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2017  ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 82–85. Consultado em 26 de abril de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 1 de dezembro de 2017  ? a b c d e f «Juiz de Fora». Cidades.Net. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b «Hidrografia em Juiz de Fora». Companhia de Saneamento Municipal de Juiz de Fora. Consultado em 20 de dezembro de 2011  ? «Carta do Brasil SF-23-X-D-IV-4 Mar de Espanha» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 20 de dezembro de 2011  ? «Carta do Brasil SF-23-X-C-VI-4 Santa Bárbara do Monte Verde» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 20 de dezembro de 2011  ? «Carta do Brasil SF-23-X-C-VI-2 Ewbank da Câmara» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 20 de dezembro de 2011  ? «Influência do aporte de esgoto sanitário na qualidade das águas do rio Paraibuna (Juiz de Fora, MG)» (PDF). Centro de Tecnologia Mineral. Março de 2008. Consultado em 3 de março de 2012. Atualmente, o rio Paraibuna recebe o lançamento in natura de esgotos domésticos e de efluentes industriais produzidos na cidade.  ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Juiz de Fora». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2014  ? World Map of the Köppen-Geiger climate classification. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 10 de maio de 2018  ? «Chuva de granizo causa destelhamentos em Juiz de Fora». Rádio Solar. 18 de dezembro de 2009. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Chuva de granizo alaga trechos de Juiz de Fora». Rádio Solar. 14 de janeiro de 2010. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Chuva forte causa estragos e transtornos em Juiz de Fora, em MG». G1. 1 de outubro de 2010. Consultado em 28 de maio de 2011  ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (ºC) - Juiz de Fora». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2014  ? Fundação João Pinheiro (1994). «Anuário Estatístico de Minas Gerais 1990-1993». Belo Horizonte (MG). Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral. 8: 54–55. ISSN 0101-7918. Consultado em 10 de março de 2019. Cópia arquivada em 10 de março de 2019  ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Juiz de Fora». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2014  ? «BDMEP - série histórica - dados horários - precipitação total (mm) - Juiz de Fora». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2014  ? a b c «Meio Ambiente de Juiz de Fora: um breve diagnóstico». Acessa.com. 23 de outubro de 1998. Consultado em 24 de setembro de 2010  ? Ricardo Beghini (1 de novembro de 2009). «Fotos revelam beleza de área de proteção em Juiz de Fora». Uai. Consultado em 24 de setembro de 2010  ? «Evolução da população, segundo os municípios - 1872/2010» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 31 de agosto de 2018  ? a b «IBGE Censo Demográfico 2010 - Juiz de Fora». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 de novembro de 2013  ? «Demografia - População total». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Demografia - População Urbana». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Demografia - População Rural». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b «Representação Política 2006». Cidades@ - IBGE. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Juiz de Fora (MG)». Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b «Mapa de Pobreza e Desigualdade». Cidades@ - IBGE. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Juiz de Fora». IBGE. 2010. Consultado em 26 de fevereiro de 2019  ? a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac «VÉUS SOBRE A RUA HALFELD: UM ESTUDO SOBRE AS MULHERES MUÇULMANAS DA MESQUITA DE JUIZ DE FORA E O USO DO VÉU». Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade Federal de Juiz de Fora. Agosto de 2006. pp. 14;45–49;56;100–101;104;107–109;111;114–117. Consultado em 16 de outubro de 2011. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2011  ? «LISTA de MUNICÍPIOS e RELIGIÕES». Ministério de Apoio com Informação. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b c d e f g h i j k l m n o «A MORTE E O MORRER EM JUIZ DE FORA: Transformações nos costumes fúnebres, 1851-1890» (PDF). Universidade Federal de Juiz de Fora. 2007. pp. 3–8;46;53;74–75;105. Consultado em 22 de agosto de 2011  ? a b «Lei Orgânica do Município de Juiz de Fora» (PDF). Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Prefeitos de Juiz de Fora (1931-2010)». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Lista de Comarcas do Estado de Minas Gerais». Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. Consultado em 14 de setembro de 2010. Arquivado do original em 25 de agosto de 2010  ? «Última semana de inscrição para concurso da Câmara». Tribuna de Minas. 18 de junho de 2018. Consultado em 30 de junho de 2018  ? «Anuário Estatístico de Juiz de Fora 2009». Centro de Pesquisas Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora. Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 9 de agosto de 2011  ? «Anuário Estatístico de Juiz de Fora 2008». Centro de Pesquisas Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora. Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 9 de agosto de 2011  ? «TRÁFICO INTERNO DE ESCRAVOS NA REGIÃO DE JUIZ DE FORA NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX» (PDF). Universidade de Brasília. Consultado em 8 de novembro de 2011 [ligação inativa]  ? «Histórico». Cidades@ - IBGE. 1971. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2008. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2007». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2007. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2006». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2006. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2005». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2005. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2004». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2004. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Juiz de Fora - MG - Produto Interno Bruto dos Municípios 2003». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2003. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? a b c d e f Gracielle Nocelli (16 de maio de 2018). «Salário de admissão em Juiz de Fora não chega a 2 mínimos». Tribuna de Minas. Consultado em 3 de junho de 2018  ? «Os caminhos para a recolocação». Tribuna de Minas. 4 de junho de 2017. Consultado em 18 de abril de 2018. Dados do Sebrae apontam 22.725 MEIs em Juiz de Fora.  ? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010». Consultado em 1 de julho de 2018  ? a b «Pecuária». Cidades@ - IBGE. 2008. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Lavoura Temporária 2008». Cidades@ - IBGE. 2008. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Juiz de Fora». Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG). Consultado em 12 de setembro de 2010. Arquivado do original em 28 de setembro de 2007  ? «Estatísticas do Cadastro Central de Empresas». Cidades@ - IBGE. 2008. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «4ª Cantata de Natal da ALAE acontece no Independência Shopping». Juiz de Fora Convention. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Infra-Estrutura - Domicílios Particulares Permanentes e Moradores». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Dados habitacionais extraídos do Cadastro Nacional de Endereços para fins Estatísticos (CNEFE) e referentes a 2010». Consultado em 6 de outubro de 2017  ? «Infra-Estrutura - Abastecimento de Água». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Infra-Estrutura - Destino do Lixo». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Infra-Estrutura - Esgotamento Sanitário». Confederação Nacional de Municípios (CNM). Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «Mapa de pobreza e desigualdade - Municípios Brasileiros 2003». Cidades@ - IBGE. 2003. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? «60% dos idosos de JF dependem do SUS». Tribuna de Minas. 7 de setembro de 2011. Consultado em 17 de fevereiro de 2018  ? a b c d e f «95% dos idosos recorrem ao SUS». Tribuna de Minas. 12 de fevereiro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2018  ? encontramg. «Sobre Juiz de Fora». Consultado em 31 de agosto de 2018  ? «TOMADA DE CONTAS ANUAL DE 2009» (PDF). Centro General Serzedello Corrêa. 21 de julho de 2010. 1 páginas. Consultado em 10 de setembro de 2011  ? «Registros de acidentes causados por aranha-marrom Loxosceles (Araneae, Sicariidae) em Juiz de Fora e Rio Novo, Minas Gerais». Revista de APS. UFJF. 2011. pp. 120–122. Consultado em 28 de fevereiro de 2013. Foram analisados prontuários do Hospital de Pronto Socorro de Juiz de Fora, MG[...]. [...] [...] pretendeu-se conhecer os acidentes ocorridos no município de Juiz de Fora e, para isso, foram analisados os prontuários [...] de acidentados atendidos no Hospital de Pronto Socorro de Juiz de Fora [...]. [...] Este paciente foi atendido no Hospital de Pronto Socorro de Juiz de Fora [...].  ? «ACIDENTES OFÍDICOS EM JUIZ DE FORA E REGIÃO DE 2004 A 2006» (PDF). Anais do VIII Congresso de Ecologia do Brasil. Sociedade de Ecologia do Brasil. Setembro de 2007. 1 páginas. Consultado em 28 de fevereiro de 2013. Foram analisadas “Fichas de investigação de acidentes por animais peçonhentos”[...] pertencentes ao sistema de notificação do Hospital de Pronto Socorro (HPS), referência em acidentes ofídicos no município [...] de Juiz de Fora[...].  ? «CARACTERÍSTICAS DOS ACIDENTES ESCORPIÔNICOS EM JUIZ DE FORA - MG». Revista de APS. UFJF. 2010. 165 páginas. Consultado em 28 de fevereiro de 2013. A principal unidade de saúde que atendeu os acidentados foi o Hospital de Pronto Socorro (HPS) (99,8%). O HPS é o hospital de referência em casos de urgência e emergência pelo Sistema Único de Saúde e o único que administra o soro antiescorpiônico no município de Juiz de Fora.  ? «Hospital Regional João Penido». Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais. Consultado em 15 de outubro de 2011  ? «Acervo Documental». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 12 de setembro de 2011. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2012  ? «Histórico». Hospital Monte Sinai. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Estrutura Física». Hospital Monte Sinai. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? a b «Cidadãos peregrinos: os "usuários" do SUS e os significados de sua demanda a prontos-socorros e hospitais no contexto de um processo de reorientação do modelo assistencial» (PDF). scielo. 2009. pp. 1930–1931. Consultado em 3 de março de 2013  ? a b «Juiz de Fora - MG - Serviços de Saúde 2009». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2009. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? a b «Juiz de Fora - MG - Serviços de Saúde 2005». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2005. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? a b c d «Ensino - matrículas, docentes e rede escolar 2007». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2007. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? a b c d «Ensino - matrículas, docentes e rede escolar 2005». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2005. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Minas Vestibular». Consultado em 30 de agosto de 2018  ? «UFJF é a segunda melhor de Minas segundo ranking internacional». ufjf.br. Consultado em 5 de abril de 2019  ? «Dados Estatísticos». Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «População». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Lafaiete é a 4ª cidade do estado com o menor índice de analfabetismo». Conselheiro Lafaiete. 29 de maio de 2012. Consultado em 30 de janeiro de 2013. Uma pesquisa divulgada pelo IBGE e divulgada com exclusividade pelo Jornal Correio da Cidade, revelou que Conselheiro Lafaiete é a 4ª cidade de Minas Gerais com o menor índice de analfabetos com idade acima de 15 anos. As três primeiras são Belo Horizonte, Nova Lima e Juiz de Fora.  ? «Estudo aponta aumento na qualidade da educação». Tribuna de Minas. 30 de julho de 2013. Consultado em 30 de julho de 2013  ? a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad «FORMANDO OS BONS TRABALHADORES: OS PRIMEIROS GRUPOS ESCOLARES EM JUIZ DE FORA, MINAS GERAIS». Cadernos de História da Educação. Universidade Federal de Uberlândia. 2003. pp. 99–102;104. Consultado em 8 de novembro de 2011  ? a b «O COLÉGIO AMERICANO GRANBERY E O AMERICAISMO NA CONSTRUÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DE JUIZ DE FORA (1890-1930)» (PDF). Universidade Federal de Minas Gerais. pp. 1–2. Consultado em 15 de março de 2012  ? a b c «Ensino - matrículas, docentes e rede escolar 2009». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2009. Consultado em 15 de agosto de 2011  ? «Histórico». Rede Ferroviária Federal (RFFSA). 1997. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Frota 2009». Cidades@ - IBGE. 2009. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Dia Mundial Sem Meu Carro». Secretaria de Transportes e Trânsito. Consultado em 16 de setembro de 2011. Em 2010 foram vendidos 3,320 milhões de veículos no Brasil, número 10,6% maior que o do ano anterior. Em Juiz de Fora, a frota chegou a 188.211 veículos em agosto deste ano. Em 2001 registrava-se 103.459, o que representa um crescimento de 82% da frota em dez anos.  ? Paula Medeiros (12 de abril de 2010). «Congestionamentos na UFJF não têm solução imediata». JF em Pauta. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Resultado da licitação do transporte coletivo é publicado em Juiz de Fora». Zona da Mata. 28 de abril de 2016  ? «Empresas de ônibus». Acessa.com. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? «Aeroporto». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 13 de setembro de 2010  ? http://www.acessa.com/negocios/arquivo/noticias/2011/11/18-aeroporto/ ? a b «Base de dados dos municípios» (xls). Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros-2008. Ritla. 2008. Consultado em 12 de setembro de 2010  ? a b Daniele Gruppi (16 de abril de 2009). «Crimes violentos têm menor índice dos últimos dez anos». Acessa.com. Consultado em 24 de setembro de 2010  ? Daniele Gruppi (16 de outubro de 2008). «Pesquisa retrata criminalidade em Juiz de Fora». Acessa.com. Consultado em 24 de setembro de 2010  ? a b c «Pesquisas e resultados: informações criminais de Minas Gerais - NESP». Fundação João Pinheiro. 25 de novembro de 2010. Consultado em 13 de agosto de 2011  ? Companhia de Saneamento Municipal (Cesama). «Cesama - Histórico». Consultado em 11 de fevereiro de 2012  ? «MP combra das operadoras prazo para instalação de 3G». Acessa.com. 10 de setembro de 2010. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Minas Gerais». Guiatel. Consultado em 15 de setembro de 2010. Arquivado do original em 16 de setembro de 2010  ? «CEP de cidades brasileiras». Correios. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Juiz de Fora». CityBrazil. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Portabilidade chega a regiões de MG, ES e AC a partir desta segunda». G1. 2 de novembro de 2008. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Troca de operadora sem perder o número começa para DDD 32». Uai. 3 de novembro de 2008. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Notícias». Rádio Globo. Consultado em 16 de setembro de 2010  ? «Rádio Itatiaia Juiz de Fora 105.3 FM». Rádios.com. Consultado em 16 de setembro de 2010  ? «Reunião de Programação da Rádio Universitária». Rádio Universitária UFJF. 4 de março de 2009. Consultado em 16 de setembro de 2010  ? «Demlurb divulga balanço do Canil Municipal de Juiz de Fora». Megaminas.com. 14 de julho de 2011. Consultado em 30 de janeiro de 2013. Quem tiver interesse em adotar um cão deve comparecer ao canil municipal (Rua Martins Barbosa, Nova Benfica, anexo à Usina de Reciclagem de Lixo), de segunda a sexta-feira, das 9h às 10h30 e das 13h às 15h30. [...] Atualmente, cerca de 463 animais estão no canil municipal. Deste total, 120 estão disponíveis para adoção.  ? «Adoção de cães cresce no Canil Municipal de Juiz de Fora». Acessa.com. 4 de junho de 2012. Consultado em 30 de janeiro de 2013. No período de janeiro a maior de 2012 foram adotados, em Juiz de Fora, 113 cães recolhidos e tratados pelo Canil Municipal. Atualmente, existem cerca de 130 à disposição para adoção. Os dados foram divulgados [...] pelo setor de apreensão de animais do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb). [...] O Canil Municipal funciona na rua Bartolomeu dos Santos s/nº, bairro São Damião 2, próximo à Usina de Reciclagem[...].  ? Um passeio pela Biblioteca Redentorista "Dia 09 de julho a Biblioteca Redentorista Pe Jaime Snoek, CSsR, em Juiz de Fora (MG) recebeu as crianças e profissionais da Obra Social Pe.Nilton Fagundes Hauck, CSsR, do bairro Retiro, também de Juiz de Fora." ? Encontro de Formação Catequética será realizado na Biblioteca Redentorista em Juiz de Fora "O evento será realizado entre os dias 14 e 17 de março, sempre às 19h, na Biblioteca Redentorista (ao lado da Igreja da Glória)." e "A Biblioteca Redentorista fica localizada na Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória." ? Biblioteca Redentorista reabre as portas "Nós criamos um espaço à parte, onde as revistas e os livros adquiridos recentemente, principalmente os lançamentos, ficarão expostos na entrada.", "Outra novidade é o horário de atendimento ao público, que foi estendido, com abertura da biblioteca também aos sábados. Agora, a Biblioteca Redentorista fica aberta ao público de segunda à sexta, de 9h às 17h, e aos sábados de 9h às 14h. A entrada é gratuita." "A Biblioteca Redentorista fica localizada na Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória." ? Visita à Biblioteca Redentorista "Puderam perceber que a Província Redentorista do Rio valoriza muito o estudo e a pesquisa, não só para a formação de seus membros, mas para toda a comunidade, mantendo aberta ao público essa biblioteca com todo o seu acervo, disponível para todos que desejam mergulhar nas páginas desse tesouro provincial guardado e cuidado há muitos anos." ? Biblioteca Redentorista. ? «Rua Halfeld». Juiz de Fora Convention. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Construção». Cine-Theatro Central. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Parque da Lajinha Juiz de Fora». Acessa.com. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Apresentação». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Morro do Imperador». BrasilViagem.com. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Usina de Marmelos Zero». Juiz de Fora Convention. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Histórico». Aeroclube de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Igreja Greco-Melquita São Jorge». Arquidiocese de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «REGIMENTO DO MEMORIAL DA REPÚBLICA PRESIDENTE ITAMAR FRANCO» (PDF)  Art. 1º, §1º . Memorial Pres. Itamar Franco. Acesso em 13 de abril de 2017. ? "Mostra em MG recebe música antiga e colonial". Folha de São Paulo, 16/07/2005 ? "23º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga". Agência FAPESP, 15-29/07/2012 ? «Fundação do Museu Mariano Procópio (MAPRO)». Consultado em 28 de maio de 2011. Arquivado do original em 5 de agosto de 2012  ? «Associação de Artesãos de São Mateus». Associação de Artesão de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? a b c «O Espaço Cultural Correios (ECC)»  ? «JF Esporte e Cidadania». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 15 de setembro de 2010  ? «Cópia arquivada». Consultado em 21 de novembro de 2016. Arquivado do original em 8 de janeiro de 2015  ? «Cópia arquivada». Consultado em 5 de agosto de 2012. Arquivado do original em 3 de fevereiro de 2013  ? http://maps.google.com.br/maps?q=juiz+de+fora&hl=pt-BR&ll=-21.788951,-43.378465&spn=0.01068,0.01929&sll=-14.239424,-53.186502&sspn=44.562767,79.013672&hnear=Juiz+de+Fora+-+Minas+Gerais&t=h&z=16 ? «Cópia arquivada». Consultado em 13 de junho de 2012. Arquivado do original em 22 de junho de 2012  ? Daniele Gruppi (1 de dezembro de 2008). «Juiz de Fora terá em 2009 onze feriados nacionais em dias úteis e um municipal, no sábado». Acessa.com. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Feriados oficiais». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? Sérgio Ferreira Pantaleão. «Carnaval - é ou não feriado? folga automática pode gerar alteração contratual». Guia Trabalhista. Consultado em 14 de setembro de 2010  ? «Lei Nº 9 093 de 12 de setembro de 1995». Guia Trabalhista. Consultado em 14 de setembro de 2010 

    Curso De Adestramento De Caes Juina Mt

    Sobre Cursos EAD

    O Ensino a Distância (conhecido também como EAD) é uma nova alternativa de ensino que as pessoas têm encontrado para adquirir seu diploma - com horários e turnos de estudo flexíveis - e desta forma conquistar um bom emprego ou subir de cargo dentro de uma organização. O que levou à ascensão desta modalidade de Ensino foi a evolução tecnológica.

    A relação entre aluno e professor ocorre com a ajuda de ferramentas online, que são disponibilizadas no portal da Instituição de EAD escolhida.

    Com o EAD os caminhos entre o aluno e o diploma foram reduzidos, facilitando a vida daqueles que almejam o crescimento profissional, ou mesmo o reposicionamento na carreira.

    O EAD funciona de uma forma prática e simples. Para o ingresso em um curso EAD, o aluno precisa de um computador com acesso à internet e conhecimentos básicos de informática. Ao garantir esta primeira parte, o restante é mais simples ainda. Após a escolha do curso, da instituição e da aprovação no processo seletivo, faz-se o acesso ao site. Pronto, surge um ambiente inovador e dinâmico, onde serão disponibilizadas inúmeras ferramentas, como áreas com conteúdos de aulas, exercícios e trabalhos.

    O Ensino a Distância é a oportunidade para o crescimento pessoal e profissional com valor bem mais acessível que o de cursos privados presenciais, porém com o mesmo rigor de ensino e com diversas instituições a distância credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC).

    Além do mais, o governo tem investido no crescimento do EAD nas Universidades Públicas, o que acaba sendo um maior incentivo de profissionalização e especialização para aquelas pessoas que não podem pagar por este serviço.

    No EAD encontra-se uma variedade de cursos e instituições, que oferecem qualificação desde níveis técnicos até graduações e pós-graduações. Isto amplia muito mais o campo de atuação e leva oportunidade de aprendizado a pessoas em locais que não têm a possibilidade de cursar o ensino presencial.

    O EAD é visto como o elemento de união de pessoas que se encontram em locais distintos, mas que podem se relacionar em tempo real. A vontade de aprender e crescer profissionalmente depende de cada pessoa, mas o que não se pode negar é que hoje em dia existem muitas alternativas para o ingresso em uma instituição e realização de um curso que possibilite a obtenção e conquista de novos caminhos. O EAD veio para acabar com as barreiras existentes no desenvolvimento educacional profissionalizante no Brasil.