Venda de Cão de Guarda Em Mallet PR - WalkerDog

Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois e Rottweiler

Venda de Cães de Guarda Em Mallet Parana- WalkerDog


Venda de Filhotes de Cães centro canino walkerdog Está querendo comprar um cão de guarda e mora em Mallet PR? Conheça os cães de guarda adestrados do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog cria para venda Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois, Rottweiler, Doberman e Buldog Campeiro.

Nossos cães são selecionados para trabalho de faro e proteção, excelentes amigos da família, confiáveis com as crianças, mas protetores contra invasores, possuem adestramento, campo e pista de esporte para se exercitar e controlar energia, são criados junto de nossas crianças com total confiança, vacinas importadas e ração premium. Filhotes só são vendidos com atestado de saúde por veterinário. Com a crescente violência, o despreparo da segurança pública e privada, estamos cada vez mais desprotegidos.

Cães são auxilios indispensáveis na segurança, não temendo arma de fogo, não aceitando suborno e treinado são poderosos guardiões contra invasores. Veja como um cão pode proteger sua família

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Pastor Alemão em Mallet PR

Está querendo comprar um cão de guarda da raça Pastor Alemão e mora em Mallet PR? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog vende cães de proteção da raça Pastor Alemão. Caso tenha interesse em comprar um filhote de Pastor Alemão entre em contato conosco.

O Pastor Alemão Capa Preta é um dos cães mais inteligentes e é muito dedicado à sua missão. É uma raça muito versátil, devotado, leal e fiel aos donos. Convive muito bem com outros animais domésticos.

Eles são cães calmos e ficam ainda mais quando adultos. Não é um cachorro medroso, adora receber carinho e elogios da família. É um cão vigilante e alerta e pode ser um pouco reservado com estranhos. Caso não deseja tê-lo pra guarda, acostume-o desde cedo à presença de visitas e pessoas que ele não conheça.

O pasto alemão é um cão muito atento e tem um olfato invejável, por isso é muito usado pela polícia, sendo até chamado de “cão policial”. Na polícia ele é usado para ataque, rastrear drogas, buscar corpos em escombros e localizar pessoas desaparecidas.

O Pastor Alemão tem mais o perfil de defesa do que de ataque. Não deve ser criado pra atacar, pois pode se tornar muito violento. É uma raça que se dá bem com crianças e idosos, são pacientes e tranquilos.

Adestramento de Pastor Alemão: Pastor-alemão ou cão-lobo-da-alsácia é uma raça canina proveniente da Alemanha. Em sua origem era utilizado como cão de pastoreio de rebanhos. Atualmente é mais utilizado como cão de guarda e companhia.

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Pastor Belga Malinois em Mallet PR

Está querendo comprar um de cão de guarda de raça Pastor Belga Malinois e mora em Mallet PR? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

Sempre alerta e em movimento, o Pastor Belga é bastante brincalhão, vigilante e protetor além de ser um cachorro muito forte. Ele pode ser indiferente com estranhos e alguns podem ser bravos e até avançar. Esta raça é inteligente e dócil mas independente. Ele é o protetor de sua casa e família. O pastor belga milanois é a raça mais utilizada pela polícia norte americana.

O Pastor Belga precisa de exercitar bastante, o que pode ser uma corrida longa ou um uma seção longa e cansativa de brincadeiras como correr atrás de uma bolinha. Ele precisa de espaço para se movimentar durante o dia e faz melhor e por isso será ótimo se tive um quintal grande. É necessário levar para escovar e pentear seus pelos duas vezes por semana. Sua pelagem dupla precisa escovar e pentear duas vezes por semana.

Adestramento de Pastor Belga Malinois: Pastor-belga Malinois é uma das quatro variedades da raça Pastor-Belga, originária da Bélgica. De pelagem curta, de cor fulvo-encarvoada, é nativo da região de Malinas e tido como um dos mais comuns entre os pastores belgas

Venda de Cão de Guarda ou Proteção da Raça Rottweiler em Mallet PR

Está querendo comprar um cão de guarda da raça Rottweiler e mora em Mallet PR? Conheça os filhoes de raça do Centro Canino Walker Dog.

O Centro Canino WalkerDog vende cães de proteção da raça Rottweiler. Caso tenha interesse em comprar um filhote de Rottweiler entre em contato conosco.

O Rottweiler é um cão amável e divertido, mas ao mesmo tempo ele é muito poderoso. Um adestramento de obediência de rottweiller adequado desde filhote e a socialização são extremamente necessários. Essa raça pode ser muito territorial e protetora de sua família e casa. Rottweilers podem ser bem intimidadores e ainda carregam a fama de serem bravos, mas eles são ótimos para famílias e podem ser muito dóceis também.

O Rottweiler tem um pêlo curto e brilhante, de fácil manutenção. Escovar regulamente para tirar o excesso de pelos mortos é suficiente para mantê-lo bonito. Dar banho com muita frequencia vai tirar a oleosidade natural de sua pele, causando sérios problemas dermatológicos.

Rottweilers adoram aprender e serão excelentes se tiverem oportunidade. Treino de obediência é essencial, já que essa raça pode se tornar bem destrutiva se não for estimulada. É preciso uma pessoa forte, firme e dominante quando for treinar esse cão poderoso. O Rottweiler é extremamente inteligente para adestramento e se sai muito bem em diferentes esportes, mas também pode ser teimoso. Ocupam o 9º lugar no ranking de inteligência canina.

Adestramento de Rottweiler: Rottweiler é uma raça canina desenvolvida na Alemanha. Cão criado por açougueiros da região de Rottweil para o trabalho com o gado, logo tornou-se um eficiente animal de guarda e pastoreio, além de ser útil na tração.

Dados para contato e localização

centro canino walker dog - contato

Adestramento de Cães em Mallet Parana
Cidade: Mallet
Estado - País: Parana - BRA
Telefone: 55 (51) 9 97613537 (vivo) e (51) 9 91519690 (claro)
Email : alexsandro0113@hotmail.com
Url:

Vídeos de Venda de Cão de Guarda ou Proteção do Centro Canino WalkerDog

Cão de guarda evita roubo carro - simulação

Vídeo 04 WalkerDOG Cão salvando o dono de perigo

Sequestro com refém termina mau. Cães e homens juntos!

centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Raça centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Alemão 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Rotweiller 04 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois 01 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães dePastor Belga Malinois 02 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois 03 centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois Com 03 Meses a centro canino walker dog - Venda de Filhotes de Cães de Pastor Belga Malinois Com 03 Meses b

O Centro Canino WalkerDog Vende de Filhotes de Cães de Raça para moradores de diversos municípios

Dados de Mallet - PR
Area em km2= 723
Populacao = 12973
PIB Per Capta = R$ 0

HISTORIA
A ocupação das terras do Vale do Iguaçu teve início com as expedições pelo Sertão do Tibagi, no período de 1768 a 1777, tendo como pioneiros, Domingos Lopes Cascais, assessorado por Bruno da Costa Figueira que, em várias expedições, percorreram este rio até a divisa com as terras espanholas. Foi durante a Quarta Expedição que Bruno da Costa Figueira subiu o Rio Potinga, explorando suas margens e atingiu a Serra da Esperança, constatando extensas regiões inexploradas. Em 1884 iniciavam-se os trabalhos de medição das terras e formação de núcleos coloniais da região Sul do Paraná. Um grupo de famílias parte de Campo Largo da Piedade, próximo de Curitiba, e ao passar por Palmeira, se encontraram com lavradores, procedentes de Itaiacoca, município de Ponta Grossa, formam assim 15 famílias, que marcham para a zona meridional, que penetrou no sertão bravio. São conhecidos somente três chefes das famílias: Frederico Carlos Franco de Souza, João Teixeira de Lima e Antônio Rodrigues de Lima. Cortando picadas e seguindo antigos caminhos de tropas. Após dois meses, atingiram a região localizada à margem esquerda de um rio, onde formaram um pequeno povoado, com moradias provisórias, e deram a denominação de Rio Claro, em virtude da limpidez das águas do rio. Esses primeiros povoadores das terras da futura colônia de Mallet não faziam parte do plano de colonização da província, mas dedicaram-se a agricultura e a pecuária, enfrentaram os mais difíceis problemas de sobrevivência para lavrarem a terra. Contudo, tinham elevado espírito de religiosidade e construíram no topo da colina uma capela, que era toda feita de bambus, dedicada a Nossa Senhora do Rosário. Em 1891, foi criada legalmente a colônia de Rio Claro, juntamente com outras três no Vale do Iguaçu: Palmira, Água Branca e Eufrosina. A Colônia Eufrosina foi criada com sede na vila Barra Feia, (atual Fluviópolis) ao longo da linha do Rio Iguaçu, que termina na sede da colônia de Rio Claro. O Porto Fluvial de Barra Feia tornou-se o escoadouro para os produtos das duas colônias. A colônia Rio Claro foi a maior em extensão as margens do Rio Iguaçu, com 1371 lotes, dos quais 79 formavam a sede da colônia, sendo os demais distribuídos por 9 linhas principais e 18 vicinais. Esta colônia ligava-se a sede da Barra Feia, por uma estrada carroçável, com extensão de 13 km, denominada linha Iguaçu. Passado seis anos do estabelecimento dos primeiros povoadores em Rio Claro, em 1890, chegaram os primeiros imigrantes europeus, provenientes da Polônia, indo localizar-se na Colônia que já se encontrava traçada em lotes de 10 alqueires de terra, os quais foram vendidos aos colonos, a longo prazo, e também sendo-lhes concedido o sustento por dois meses. Apesar de ser basicamente camponesa, a imigração polonesa apresentou um bom número de intelectuais, jornalistas, cientistas, sacerdotes, militares, artistas, que muito contribuíram para a modernização e o progresso material e intelectual da região. Em 1891, um ano após a vinda dos poloneses, 3.000 ucranianos estabeleceram-se em Rio Claro e Eufrosina. A maioria procediam da Galícia Ocidental, sendo classificados, pelo serviço de povoamento, como polacos austríacos e polacos russos. Os ucranianos e os poloneses, construíram igrejas, escolas, clubes recreativos, além de casas, sendo muitas em estilo europeu. Os habitantes daquelas comunidades viviam da agricultura e da pecuária, comercializando os seus produtos com os tropeiros que atravessavam a região, saindo de Palmas rumo a São Paulo. A 22 de novembro de 1892, foi criado o Distrito Judiciário de Rio Claro, atual Rio Claro do Sul, por ato do município de São João do Triunfo, o qual englobava esta área. Por volta de 1895, esta comunidade recebeu mais um grupo de imigrantes, sendo ucranianos, e em 1896, 800 famílias estabeleceram-se nos arredores dos núcleos de Mallet e Dorizon. Em 1903, os trilhos da Brazil Railway Company Companhia Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande concedidos a Teixeira Soares são assentados a 20 km ao sudoeste da Vila de Rio Claro do Sul, ligando o Rio Grande do Sul a São Paulo. Já em seguida, foi construída uma estação ferroviária com o nome de "Estação Ferroviária Marechal Mallet", em homenagem ao engenheiro militar João Nepomuceno de Medeiros Mallet, natural de Bagé – RS, membro da tradicional família militar brasileira. Com a construção dessa estação e da estrada de ferro, muitas famílias vieram morar nas redondezas formando um pequeno povoado chamado de "São Pedro de Mallet", às margens de um riacho chamado Charqueada. Nas proximidades desta estação ferroviária construiu-se uma pequena capela cujo padroeiro é São Pedro, daí o nome de São Pedro de Mallet. Com o evidente progresso trazido pela estrada de ferro, esse povoado recebeu, então, nos anos seguintes, a chegada de muitas famílias vindas da Europa. Criaram-se, então, outros povoados como Dorizon, Serra do Tigre, Vera Guarani, Colônia Eufrosina, Barra Feia, Santa Cruz, Lajeado, Vera Cruz e outros. O Decreto nº 286, de 28 de julho de 1904, regulamenta os serviços de cobrança de dívidas coloniais do estado, formando a colônia Rio Claro. No ano de 1908, a dezessete de dezembro, foi criado o Distrito Judiciário de São Pedro de Mallet, da Comarca de São Mateus. A colônia atingiu certo grau de desenvolvimento e, finalmente a quinze de abril de 1912, pela lei nº 1189, foi criado o Município de São Pedro de Mallet, instalado oficialmente dia 21 de setembro do mesmo ano, na residência do cidadão Adão Sobocinski, com a posse do primeiro prefeito, o senhor José Pompeu. A partir da criação do Município de São Pedro de Mallet, o mesmo foi desmembrado do Município de São Mateus do Sul, passando a pertencer a Comarca de União da Vitória. A Vila de São Pedro de Mallet, sede do município, foi incorporada com mais os núcleos de Rio Claro, Vera Guarani e Dorizon. Em 1920, passados vários anos da chegada dos imigrantes, muitos deles não haviam sido naturalizados brasileiros, constando no terceiro recenseamento da república como estrangeiro, 5.067 habitantes, num total de 14.294 habitantes. Entre os 9.227 brasileiros restantes, constam ainda os descendentes de imigrantes. Em 26 de março de 1921, foi criado o Distrito Administrativo de Paulo Frontin, e em 1938, o Distrito de Dorizon. A Lei Estadual de nº 2645, de 1 de abril de 1929, deu oficialmente a denominação a grafia de "Mallet", sendo extinto o termo São Pedro de Mallet. A partir do Estado Novo, houve a proibição do uso da língua estrangeira, com isso foram fechados os clubes literários e escolas de língua estrangeira e a continuidade do ensino da língua ficou a cargo da família. Os livros das bibliotecas existentes foram distribuídos entre os seus sócios, para que se mantivessem bem protegidos contra possível confisco, e esse material servia para suas leituras. A partir de 1946, novamente os padres e religiosos puderam orientar os colonos com a língua europeia, no sentido de preservar a língua polonesa e ucraniana. Até 1950, a administração do município de Mallet esteve no poder de líderes nacionais, não pertencentes à comunidade local. Assim, pessoas como José Pompeu, Ademar Sá, Elpídio Caetano da Silva, Osvaldo Lombardi Dias, Odilon Barros de Camargo, Aderbal Fortes, José Paul, Valdomiro França, são os nomes de alguns dos primeiros prefeitos; exceção feita a Bronislau Wronski (1935); e a partir de 1950 Szremeta, Choma, Lopacinski, Bilek, Matioski, Zanko, representam a participação livre dos descendentes eslavos na administração local.
ECONOMIA
Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Mallet localizada no estado de Parana tem uma área de 723.1 de quilometros quadrados. A população total de Mallet é de 12973 pessoas, sendo 6699 homens e 6274 mulheres. A população na área urbana de Mallet PR é de 7570pessoas, já a população da árae rual é de 5403 pessoas. A Densidade demográfica de Mallet PR é de 17.94. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Mallet PR é que 22.24% tem entre 0 e 14 anos de idade; 68.98% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 8.78% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Mallet localizada no estado de Parana são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país.

Venda De Cao De Guarda Em Lupionopolis Pr

Conheça o Adestramento de Cães em Mallet PR