Curso de Adestramento de Cães em Cabo De Santo Agostinho

 

 

Você você mora em Cabo De Santo Agostinho Pernambuco
Aproveite Esta GRANDE OPORTUNIDADE para entrar no mercado de Adestramento de Cães

 

 

ATENÇÃO Veja no vídeo abaixo como um livro de apenas R$ 2,50 mudou minha vida profissional e pode MUDAR A SUA TAMBÉM

 

 

O Curso Adestramento A Jóia do Infinito é o único do mercado COM ...
* ANIMAÇÕES 3D * Presença de Aluno real * Didática de atendimento ao cliente * Simulação de adestrador atendendo cliente * Situações reais com cães desmotivados

 

Walkerdog

 

Curso Adestramento A Joia do Infinito RETORNO RÁPIDO!

Como Adestrador Formado no Curso Online do Centro Canino WalkerDog

você pode cobrar R$ 80,00 por hora de adestramento,

se fizer 4 horas por final de semana você


fatura em um único mês R$ 1280,00



 

comprar curso agora

compra segura hotmart

Compra 100% segura! Receba imediatamente seu acesso após a confirmação do pagamento.


hotmart

 

Veja Como Funciona o Curso

No Curso de Adestramento de Cães A Jóia do Infinito, oferecido pelo Centro Canino WalkerDog, você aprenderá as principais técnicas de Adestramento, aliando teoria e prática. O Curso é 100% online gravado em alta resolução com Animações 3D e participação de aluno real nas aulas práticas.

Aprenda também sobre o bem-estar animal, alimentação correta, psicologia e comportamento canino, interpretação da linguagem corporal dos cães, e mais:

Como evitar que o cão coma ou destrua objetos em casa;

Saiba como ensiná-lo a fazer as necessidades no local correto;

Aprenda técnicas e truques de adestramento, do básico ao avançado;

Conheça como é o treinamento de um cão de trabalho.

POR DENTRO DO CURSO

6 Módulos, mais de 20 Videoaulas com método exclusivo, animação 3D e aluno real.

CURSO 100% ONLINE

Você vai assistir no conforto da sua casa, a hora que você quiser, podendo ver e rever as aulas

AULAS REAIS

Aulas práticas gravadas com aluno real.

SUPORTE E ACOMPANHAMENTO

Você vai ter o suporte individual diretamente com o Adestrador Alex para tirar suas dúvidas através do grupo do Facebook.

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

Após assistir todas as aulas do curso, você receberá um lindo certificado provando a conclusão do curso, mostrando que você está preparado para trabalhar como adestrador de cães.

hotmart

 

Veja o que os alunos estão falando sobre o Curso

grade curricular

 

Conheça a GRADE CURRICULAR do curso

MÓDULO 01 APRESENTAÇÃO

  • Boas vidas e apresentação do curso de Adestramento A Jóia do Infinito

MÓDULO 02 CONHECENDO A HISTÓRIA E O COMPORTAMENTO CANINO

  • A história do relacionamento entre cães e humanos no Brasil.
  • Comportamento Canino

MÓDULO 03 ESTUDANDO OS CONCEITOS CIENTÍFICOS, E METODOLOGIAS

  • Conceitos
  • Reforço Positivo, Reforço Negativo e Punição

MÓDULO 04 DIDÁTICA PARA COM O CLIENTE E TÉCNICAS DE ADESTRAMENTO

  • Visita ao cliente, como agir
  • Entendendo o contexto para mudar o comportamento do cão
  • Carregamento do clicker

MÓDULO 05 INICIO DAS AULAS PRÁTICAS, CONCEITOS PARA EXTRAÇÃO DE COMANDOS

  • Carregar o clicker na prática
  • Como criar um aprendizado sem falhas
  • Como criar um aprendizado sem falhas, vídeo
  • Generalizando os comandos com indução (usando petisco perto do nariz como moeda de troca)
  • Carregamento da base, significado
  • Generalizando comandos troca de posições, senta, deita, de pé com contato (toque)
  • Generalizando cão inseguro
  • Descriminando comandos (descriminar é colocar comandos verbais)
  • Descriminando comandos Parte 2
  • Descriminando comandos Parte 3

MÓDULO 06 AULAS BÔNUS

  • Todo mês uma aula nova e exclusiva para os alunos

Walkerdog

 

Conheça o Adestrador Alexsandro Epping

 

Curso para Adestradores de Cães centro canino walkerdog Olá meu nome é Alexsandro Epping, sou proprietário do Centro Canino WalkerDog. Venho convidar você que assim como eu quer trabalhar com o que ama, TRABALHAR ADESTRANDO CÃES!

Sou Formado em comunicação e Marketing, atualmente curso História na Unicesumar e Gestão de Empresa na Anhanguera

Realizou os seguintes cursos:

  • Treinamento tático com cães. Local Quinto batalhão de suprimento Curitiba com Sub tenente Marcos Goes
  • Treinamento de busca e resgate com cães, faro de entorpecente, busca e captura. Local: Marau RS. Instrutores: sargento do POE Antonio Rodrigues, RS, instrutores da K9 do Uruguai, EUA e Colombia

  • Em 10 anos o instrutor Alex buscou mais de 30 cursos e seminários no Brasil e no exterior, sendo cursos e semanários no valor de R$ 2.000 a R$ 5.000,00. Como orientador na formação de adestradores de cães de guarda também se especializou na área da segurança em cursos homologados pela Polícia Federal e ainda buscou qualificação didática de e ensino superior como instrutor na formação de alunos em seguimentos como adestradores.

    Totalizando mais de R$50.000,00 investidos em conhecimento.

    E mais dezenas de cursos no qual já ganhou mérito de destaque como melhor aluno em turma de 21 alunos.

    Dados de atuação:
    O adestrador Alexsandro Epping é responsável pela formação de adestradores na WalkerDog, adestrador responsável pelo treinamento de cães condenados a eutanásia por vigilância sanitária de diversos municípios, adestrador do cães em treinamento da WalkerDog, palestrante sobre comportamento canino em várias empresas escolas técnicas e faculdades.

    Responsável pelo hotel/ creche da WalkerDog.
    Sua equipe são ex alunos de cursos da WalkerDog

     

    LEMBRA DA HISTÓRIA DO LIVRO?

    Aconteceu em 2010 ....

    Veja Como Está Nossa Estrutura HOJE!

    P.S.: não estou vendendo uma SOLUÇÃO MÁGICA, mas o conhecimento deste curso, aliado é muito trabalho e dedicação, pode se transformar em UMA JÓIA DO INFINITO

     

    Walkerdog

     

    HOJE VOCÊ TERÁ A OPORTUNIDADE ÚNICA DE ADQUIRIR O CURSO COMPLETO POR APENAS

     

    de R$ 697,00 valor normal

     

    12 x de R$ 48,42

     

    Menos de R$2,00 por dia.

     

    São MAIS DE R$ 50.000,00 investidos em conhecimento pelo adestrador Alex

    TUDO ISSO entregue no curso para você por um preço acessível

     

    comprar curso agora

     

    garantia 7 dias

     

    O RISCO é TODO MEU, Até 7 DIAS depois do pagamento, você pode cancelar por qualquer motivo, e devolvemos todo o valor pago.

    ONDE EU RECEBO O CURSO?

    Logo após a confirmação da sua compra, você irá receber no seu E-mail os dados de acesso ao curso online.

    FICOU COM ALGUMA DÚVIDA EM RELAÇÃO AO CURSO ONLINE?

    Chame nos nossos WHATSAPP (51) 9 97613537 (vivo) | (51) 9 91519690 (claro)


    Título: Curso de Adestramento de Cães em Cabo De Santo Agostinho Pernambuco
    Criado em 28/05/2020 - Publicado em - Atualizado em 28/05/2020
    Centro Canino WalkerDog
    Centro Canino WalkerDog

    Conheça o Curso Banho e Tosa em Cabo De Santo Agostinho PE

    Dados de Cabo De Santo Agostinho - PE
    Area em km2= 446
    Populacao = 185025
    PIB Per Capta = R$ 0

    HISTORIA
    A descoberta de Vicente Yáñez Pinzón[editar | editar código-fonte] A Praia de Calhetas está situada na face norte do Cabo de Santo Agostinho, local da descoberta do Brasil pelo navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón em 26 de janeiro de 1500. A história do Cabo de Santo Agostinho se iniciou antes da chegada dos portugueses ao Brasil. Uma esquadra espanhola composta por quatro caravelas zarpou de Palos de la Frontera no dia 19 de novembro de 1499. Após cruzar a linha do Equador, o navegador Vicente Yáñez Pinzón enfrentou uma forte tempestade, e então, no dia 26 de janeiro de 1500, avistou o cabo e ancorou suas naus num porto abrigado e de fácil acesso a pequenas embarcações, com 16 pés de fundo, segundo as indicações da sonda. O referido porto era a enseada de Suape, localizada na encosta sul do promontório, que a expedição denominou Cabo de Santa María de la Consolación. A Espanha não reivindicou a descoberta, minuciosamente registrada por Pinzón e documentada por importantes cronistas da época como Pietro Martire d'Anghiera e Bartolomeu de las Casas, devido ao Tratado de Tordesilhas, assinado com Portugal.[16][17][9][18][19] O mapa de Juan de la Cosa, carta do século XV, mostra a costa sul-americana enfeitada com bandeiras castelhanas do Cabo da Vela (na atual Colômbia) até o extremo oriental do continente. Ali figura um texto que diz "Este cavo se descubrio en año de mily IIII X C IX por Castilla syendo descubridor vicentians" ("Este cabo foi descoberto em 1499 por Castela sendo o descobridor Vicente Yáñez") e que muito provavelmente se refere à chegada de Pinzón em finais de janeiro de 1500 ao Cabo de Santo Agostinho.[20] Pormenor do extremo oriental da América do Sul no Mapa de Juan de la Cosa, de 1500. A leste do Cabo de Santo Agostinho aparece, desconectada do continente, a Ilha de Vera Cruz (Ysla descubierta por portugal). Cabo de Santo Agostinho por João Teixeira (1640). Por ter descoberto o Brasil, Vicente Yáñez Pinzón foi condecorado pelo rei Fernando II de Aragão em 5 de setembro de 1501.[21] A prefeitura e os governos já nomearam eventos e lugares do município em homenagem ao seu descobridor. Na entrada da cidade há um monumento homenageando o navegador, no intuito de dar as boas-vindas aos visitantes.[22] Início do povoamento[editar | editar código-fonte] O município era habitado originalmente pelos índios Caeté.[23] Os primeiros habitantes brancos chegaram no século XVI, fundando o então chamado Arraial do Cabo. Uma das marcas desse povoamento são as construções antigas que ainda podem ser observadas, como: as Igrejas Matriz de Santo Antônio, de Santo Amaro, Nossa Senhora do Livramento e antiga Capela do Rosário dos Pretos (hoje Praça Théo Silva), e casario escasso representado por antigos prédios nas ruas da Matriz (Rua Vigário João Batista) e Dr. Antonio de Souza Leão. As fachadas dessas construções são protegidas por lei, mas muitas delas hoje encontram-se descaracterizadas.[24] Antigo Farol de Nazaré. Em 1560, João Paes Barreto já instituía o Morgado de Nossa Senhora da Madre de Deus do Cabo de Santo Agostinho, vinculando o Engenho Madre de Deus, que depois passou a ser chamado de Engenho Velho. A escritura foi redigida em 28 de outubro de 1580. Segundo afirma Sebastião de Vasconcelos Galvão, autor do Dicionário Iconográfico, Histórico e Estatístico de Pernambuco, o povoamento sede do Município data de 1618; antes dessa data constituía-se de algumas casas esparsas, com certa distância uma das outras. Transcorridos mais de duzentos anos de ter iniciado o povoamento de Santo Agostinho, a freguesia foi elevada à predicação de Paróquia é que foi criada a Vila do Cabo de Santo Agostinho, por força do alvará de 27 de julho de 1811 e Provisão Régia de 15 de fevereiro de 1812, enviada ao então governador da Província de Pernambuco, o General Caetano Pinto de Miranda Montenegro.[25] Sua instalação, no entanto, ocorreu em 18 de fevereiro de 1812, pelo ouvidor e corregedor-geral da Comarca de Recife, o Doutor Clemente Ferreira de França. Foi elevada à categoria de Cidade a então Vila do Cabo de Santo Agostinho em 9 de julho de 1877, pela lei provincial nº. 1.269, para a denominação de Cidade de Cabo, adicionando, mais tarde, o nome do bispo e teólogo argeliano Santo Agostinho.[12] O Cabo teve sua economia objetivada no desenvolvimento da monocultura da cana-de-açúcar, a partir de 1570, com a doação de sesmarias ao curso do Rio Pirapama. Tendo João Paes ocupado as terras a ele doada em 1571, ao sul do Rio Araçuagipe (Pirapama), funda o primeiro engenho banguê que denominou Madre de Deus (hoje, Engenho Velho), o mais antigo centro açucareiro da região. Mais tarde, com a criação de novos engenhos, o Cabo passa a representar o poderio econômico de Província de Pernambuco, época em que a cana-de-açúcar representava a força de crescimento do país.[25] Denominação[editar | editar código-fonte] Em 1501, partiu de Portugal uma expedição de reconhecimento da costa brasileira, expedição esta confiada a Américo Vespúcio e comandada por Gonçalo Coelho. A frota atingiu o cabo em 28 de agosto, dia da morte de Agostinho de Hipona. O promontório foi então batizado como "Cabo de Santo Agostinho".[26] Essa região, ocupada por diversas aldeias indígenas, teve sua colonização iniciada em 1536, com o donatário Duarte Coelho Pereira. Em 1554 sua viúva dirigiu a capitania enquanto aguardava o regresso de seus filhos Duarte e Jorge de Albuquerque Coelho, que se encontravam em Portugal. Ao chegarem, em 1560, intensificaram as ações para expulsar os índios caetés. Em 1571, terminada a campanha contra os índios que viviam na região , o donatário Duarte de Albuquerque Coelho, desejando aumentar o povoamento de seus domínios, iniciou a distribuição de sesmarias nas férteis várzeas da região sul do estado, ao longo do rio Pirapama (Araçuagipe, naquela época). Essas terras foram concedidas aos fidalgos trazidos por seu pai e por ele próprio. Um desses nobres João Paes Barreto (5º avô do marquês do Recife), a quem coube a sesmaria ao sul do mencionado rio , onde ele fundou o Engenho Madre de Deus, depois chamado de Engenho Velho, o mais antigo do município. Posteriormente ele chegou a possuir oito engenhos, que legou aos seus filhos , ao atingirem os homens a maioridade e as mulheres, ao se casarem. Em 1580 João Paes Barreto instituiu o morgado de Nossa Senhora da Madre de Deus do Cabo de Santo Agostinho, vinculando o Engenho Madre de Deus e duas casas de sua propriedade, situadas na Vila de Olinda. Em 28 de outubro desse mesmo ano foi lavrada a escritura pública que oficializou o tradicional morgado, historicamente mais conhecido como Morgado do Cabo.[27] Invasões holandesas[editar | editar código-fonte] Ruínas do Forte Castelo do Mar. Durante a invasão holandesa (1630-1654) o Cabo foi atacado, iniciando-se a luta no porto, junto ao pontal de Nazaré, onde existia um pequeno forte, de onde a terra pernambucana foi defendida contra o invasor. No entanto, os holandeses conseguiram saquear os armazéns de açúcar e as naus carregadas que se encontravam no ancoradouro, apesar de os pernambucanos terem ateado fogo em alguns deles para não caírem em mãos do inimigo. Matias de Albuquerque e o conde Bagnuolo, tomando conhecimento do ataque, marcharam até a praia de Nazaré, organizando a resistência sobre o cabo que domina a barra. Na expulsão dos holandeses, movimento conhecido como Insurreição Pernambucana, os flamengos retiraram-se do Cabo quase sem lutas, entregando a fortaleza de Nazaré, comandada por Straetem, ao mestre-de-campo André Vidal de Negreiros.[25][28] Formação administrativa[editar | editar código-fonte] Dado o contexto histórico, pela provisão de 9 de setembro de 1622 é criada a Freguesia de Cabo de Santo Agostinho, que foi elevada à categoria de vila com a denominação de Vila do Cabo de Santo Agostinho através do alvará de 27 de julho de 1811 e provisão de 15 de fevereiro de 1812, desmembrando-se de Recife e instalando-se em 18 de junho de 1812. Pela lei provincial nº 152, de 30 de março de 1846, a vila foi extinta, sendo recriada com a denominação de Santo Agostinho do Cabo pela lei provincial nº 1296, de 9 de julho de 1877, e rebatizada de Cabo após algum tempo.[29] Pela lei municipal nº 3, de 7 de dezembro de 1892, é criado o distrito de Juçaral e pela lei municipal nº 94, de 18 de novembro de 1919, cria-se o distrito de Ponte dos Carvalhos. Em 22 de novembro de 1922, é criado o distrito de Nazaré, que passou a denominar-se Santo Agostinho pelo decreto-lei estadual nº 92, de 31 de março de 1938. Pela lei municipal nº 1690, de 19 de maio de 1994, o município de Cabo voltou a denominar-se Cabo de Santo Agostinho.[29][30] Atualmente o município destaca-se por possuir o segundo maior PIB industrial de Pernambuco, perdendo apenas para a capital estadual, tendo sua produção escoada principalmente pelas rodovias BR-101 e PE-60.[31] Com 24,1 km de orla, e com uma ampla rede hoteleira, anualmente recebe milhares de turistas vindos de todas as partes do Brasil e do mundo.[32]
    ECONOMIA
    Algumas informacões sobre a economia e população da cidade. A cidade de Cabo De Santo Agostinho localizada no estado de Pernambuco tem uma área de 446.6 de quilometros quadrados. A população total de Cabo De Santo Agostinho é de 185025 pessoas, sendo 90859 homens e 94166 mulheres. A população na área urbana de Cabo De Santo Agostinho PE é de 167783pessoas, já a população da árae rual é de 17242 pessoas. A Densidade demográfica de Cabo De Santo Agostinho PE é de 414.32. A densidade demegráfica é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos (comumente, animais). É geralmente expressada em habitantes por quilômetro quadrado. Veja mais no link a seguir Densidade Demográfica Wikipedia. Outra informação que temos sobre a população de Cabo De Santo Agostinho PE é que 25.15% tem entre 0 e 14 anos de idade; 69.47% tem entre 15 e 64 anos de idade; e 5.38% tem acima de 64 anos de idade. Conforme os dados, a maior população da cidade de Cabo De Santo Agostinho localizada no estado de Pernambuco são as pessoas de 15 a 64 anos de idade, ou seja, existem mais adultos no município. Em termos de ecnomia isso é bom pois tem mais pessoas trabalhando e gerando riqueza para o país. O Porto de Suape se localiza entre os municípios de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho. O Produto Interno Bruto (PIB) do Cabo de Santo Agostinho é o segundo maior da Microrregião de Suape e a quarta maior economia do estado. De acordo com os dados do IBGE, referentes a 2011, o PIB do município era de R$ 5.401.388 mil. 904.587 mil eram de impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes. O PIB per capita era de R$ 28.859,89 mil, sendo o segundo maior do estado.[64] Produto Interno Bruto Municipal (2011)[64] Setor Valor Adicionado Bruto % Agropecuária 19 673 0,4 Indústria 2 491,755 55,4 Serviços 1 985,372 44,1 Setor primário[editar | editar código-fonte] A agropecuária é o setor menos relevante na economia cabense, somando um valor adicionado bruto de R$ 19.673 mil, ou 0,44% de toda economia. No passado o município era bastante dependente da monocultura da cana-de-açúcar, foi graças à criação de engenhos que o Cabo passou a existir como um próspero povoado e mais tarde como um município.[13] No entanto, esta atividade passou a perder importância, principalmente após a criação do Complexo Industrial e Portuário de Suape, no final dos anos 70. Há 1.526 estabelecimentos agropecuários no seu território e 626 proprietários.[44] Segundo dados do censo pecuário de 2012, na lavoura permanente foram destaques a produção de manga (90 toneladas em 20 hectares); maracujá (60 toneladas em 10 hectares); Goiaba (60 toneladas em 20 hectares); limão (50 toneladas em 10 hectares); laranja (25 toneladas em 10 hectares); banana (2.500 toneladas em 500 hectares) e coco-da-baía (2.500 frutos em 100 hectares).[65] Já na lavoura temporária, o destaque foi a seguinte produção: cana-de-açúcar (315 mil toneladas em 7.000 hectares).[66] Segundo dados do censo pecuário de 2012, o município possui 41.250 mil aves (galos, frangas, frangos e pintos). Tendo 1.687 cabeças de bovinos e 206 cabeças de bubalinos. Naquele ano foi contado 117 suínos, 136 ovinos e 28 muares.[67] A produção de leite foi de 400 mil litros, a produção de mel foi de 870 kg, 190 mil ovos foram produzidos, além de 8 mil dúzias de ovos de codorna. Ao todo, 506 vacas foram ordenhadas.[44][67] Setor secundário[editar | editar código-fonte] Complexo Industrial e Portuário de Suape. A indústria é o setor mais relevante na economia cabense, com R$ 2.491.755 mil, representando cerca de 55,4% da economia.[44] O município tem uma das indústrias mais fortes e a mais diversificada de Pernambuco e da região nordeste.[8] Segundo dados da Estatística do Cadastro Central de Empresas, no ano de 2011 o município possuía 2.607 empresas atuantes, com 39.353 pessoas assalariadas, 42.108 pessoas ocupadas e o salário médio de 2,8 salários mínimos. Salários, juntamente com outras remunerações somavam 724.400 mil reais.[44][68] Sedia algumas das principais indústrias da região nordeste, como a Refrescos Guararapes Ltda. (Coca-Cola), a Copagás Distribuidora de Gás Ltda., Petrobrás Distribuidora S/A, Shell do Brasil S/A, a Pamesa S/A, a Unilever S/A e a Pepsico do Brasil.[8][69] Setor terciário[editar | editar código-fonte] Esse setor detém 44,1% da economia municipal, somando um valor adicionado bruto de R$ 1.985.372 mil. Segundo dados da Agência Condepe/Fidem, 16.480 mil pessoas trabalham nos setores comercial e de prestação de serviços.[44] Em 2009 a cidade inaugurou o seu primeiro shopping, o Costa Dourada, localizado na rodovia PE-060, no bairro Garapu. O centro comercial tem uma área construída de 24.000 m², com aproximadamente 20.000 m² de área bruta locada (ABL), com estacionamento com capacidade de até 1000 vagas. Conta com 100 lojas, 3 âncoras e 2 mega-lojas, além de bancos, área de diversão eletrônica, cinema em 3D, entre outros.[70][71]
    TURISMO
    Praias[editar | editar código-fonte] Praia de Itapuama e Praia do Paiva com a cidade do Recife ao fundo. Acidente geográfico do Cabo de Santo Agostinho. Praia do Paiva: A mata atlântica e os coqueiros formam a paisagem natural. A praia tem águas transparentes e mornas, com uma variação de piscinas naturais e mar aberto, local bastante visitado para a prática do surf, e adeptos de caminhadas.[102] Praia de Itapuama: Em tupi-guarani, o seu significado é Pedra Bonita. Praia de cenários naturais, piscinas naturais com formações rochosas de origem vulcânica, águas claras e mornas. O local é recomendado para a prática do surf e pesca. Localiza-se entre as praias do Paiva e Pedra do Xaréu.[103] Praia Pedra do Xaréu: Paisagem natural formada por rochas negras (rochas de origem vulcânica), com montes e matas fazem parte da paisagem. Águas mornas e cristalinas, recomendado para o banho de mar e pesca.[104] Praia Enseada dos Corais: Chamada anteriormente de Praia do Boto. Possui areia clara, piscinas naturais, águas claras e mornas, vestígio de mata atlântica e coqueiral. Tem uma grande concentração de casas de veraneio.[105] Praia de Gaibu: Em tupi – guarani Aybu, seu significado é Vale do Dágua, posteriormente os portugueses passaram a chamar de Gaibu. No passado servia como porto de desembarque de escravos. É uma das mais movimentadas praias do litoral sul de Pernambuco.[106] Praia de Calhetas: No passado serviu como porto seguro para as tropas portuguesas e holandesas.[107] Praia do Paraíso: Chamada anteriormente de praia da Preguiça, possui vista panorâmica da enseada de Suape, Ilhas de Tatuoca e Cocáia. Composta por uma vegetação densa, algumas áreas formadas por afloramentos graníticos e outras de areias claras, águas transparentes e mornas.[108] Praia de Suape: Localidade de grande importância na época da colonização de Pernambuco, onde várias batalhas entre portugueses, holandeses e índios Caetés, fizeram parte da história da região. Na verdade é uma Enseada, protegida por uma barreira natural de arrecifes de arenitos, a qual recebe as águas do Rio Masssangana.[109] Igrejas e edificações[editar | editar código-fonte] Ruínas da Casa do faroleiro. O município possui muitas igrejas e edificações antigas, a maioria delas foram erguidas no século XVII.[96] Dentre as tais se destacam: Igreja de São José do Paiva Capela de São Gonçalo do Amarante Forte São Francisco Xavier Bateria de Calhetas Forte Castelo do Mar Ruínas do Velho Castelo Bateria de São Jorge Forte Pontal de Suape Engenho Nossa Senhora da Madre de Deus Capela Nossa Senhora da Anunciação Capela de Santo Antônio do Monte Igreja Matriz de Santo Antônio Convento Carmelita Engenho Massangana Antiga Casa do Faroleiro Igreja de Nossa Senhora de Nazaré Referências ? http://divulga.tse.jus.br/oficial/index.html ? http://g1.globo.com/pe/pernambuco/eleicoes/2016/apuracao/cabo-de-santo-agostinho.html ? a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). «Divisão Territorial do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 4 de dezembro de 2013  ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010  ? «estimativa da população 2017 » população estimada » comparação entre os municípios: pernambuco». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2017  ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 9 de setembro de 2013  ? a b «Pernambuco » Cabo de Santo Agostinho » Produto Interno Bruto dos municípios - 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. de 2015  ? a b c Fundação Joaquim Nabuco. «Suape - Porto e Complexo Industrial». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b «Neste dia, em 1500, o Brasil era descoberto... por espanhóis». Aventuras na História. Consultado em 14 de fevereiro de 2019  ? a b Uniregistro. «Serviço de saúde - 2009». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? a b c d PNUD. «Ranking dos municípios por IDH - 2010». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho. «História da cidade». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b Fundação Joaquim Nabuco. «Engenho Massangana». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? pixel-industry. «Brasil Arqueológico». www.brasilarqueologico.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2018  ? Ecoturismo. «Cabo de Santo Agostinho». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Antonio de Herrera y Tordesillas. «Historia general de los hechos de los Castellanos en las islas y tierra firme de el Mar Oceano, Volume 2». p. 348. Consultado em 22 de abril de 2019  ? Henri Beuchat. «Manual de arqueología americana» (em espanhol). p. 77. Consultado em 23 de abril de 2019  ? Paraná Online. «A descoberta de Vicente Pinzón». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura Municipal de Cabo de Santo Agostinho. «Personagens da História». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? DAVIES, Arthur (1976). «The Date of Juan de la Cosa's World Map and Its Implications for American Discovery». The Geographical Journal. 142 (1). págs. 111-116  ? «Capitulación otorgada a Vicente Yáñez Pinzón» (em espanhol). El Historiador. Consultado em 23 de abril de 2019  ? Prefeitura Municipal de Cabo de Santo Agostinho. «Personagens da História». Consultado em 7 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2013  ? Fundaj. «Índios em Pernambuco». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b Fundaj. «Índios em Pernambuco». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b c Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho. «História da cidade». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? «Amerigo Vespucci: narrativas, mapas e aventuras marítimas». Diário do Nordeste. Consultado em 23 de abril de 2019  ? IBGE. «Histórico». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Brasil Channel. «Dados Gerais». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Cabo de Santo Agostinho - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho. «Histórico (formação administrativa)». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «valor adicionado bruto da indústria a preços correntes » comparação entre os municípios: Pernambuco». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? a b Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho. «Nossa História». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b «Áreas dos municípios - 2010». Consultado em 19 de maio de 2012. Cópia arquivada em 19 de maio de 2012  ? Geógrafos. «Coordenadas de Cabo de Santo Agostinho». Consultado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2013  ? a b c d e CPRH. «Diagnóstico Ambiental para o município de Cabo de Santo Agostinho» (PDF). Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2013  ? a b «Clima: Cabo de Santo Agostinho». Climate Data. Consultado em 6 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 8 de março de 2016  ? «Clima: Juçaral». Climate-Data.org. Consultado em 22 de junho de 2016. Cópia arquivada em 22 de junho de 2016  ? «Clima: Ponte dos Carvalhos». Climate-Data.org. Consultado em 22 de junho de 2016. Cópia arquivada em 14 de fevereiro de 2016  ? «Clima: Santo Agostinho». Climate-Data.org. Consultado em 22 de junho de 2016. Cópia arquivada em 14 de fevereiro de 2016  ? Ecodebate. «Desmatamento causado por usinas prejudicam a produção de etanol». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Fundação Joaquim Nabuco. «Usinas de açúcar em Pernambuco». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Info Escola. «Ciclo da cana-de-açúcar». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Sua Pesquisa. «Vegetação da Mata Atlântica». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b c d e f g h i j k l m n Banco de Dados do Estado. «Perfil Municipal do Cabo de Santo Agostinho» (PDF). Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Banco de Dados do Estado. «Estimativa da população residente - 2013». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Indicadores demográficos». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Estimativa da População - 2013». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b IBGE. «Sinopse por setores». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Mapa de pobreza e desigualdade - municípios brasileiros - 2003». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? PNUD. «Ranking dos municípios por IDH - 2000». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b PNUD. «Ranking dos Estados por IDH». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b IBGE. «Esperança de vida ao nascer». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Arquidiocese de Olinda e Recife. «Paróquias do Cabo de Santo Agostinho». Consultado em 10 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Censo demográfico 2010: resultado da amostra - relião». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «População residente por cor ou raça e religião». Consultado em 10 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Censo demográfico 2010: resultados da amostra - características da população». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? G1. «Prefeito eleito do Cabo de Santo Agostinho, PE, toma posse». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Eleições 2012. «Candidatos à prefeitura do Cabo». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Representação política - 2006». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b Câmara de Vereadores do município do Cabo de Santo Agostinho (9 de fevereiro de 2014). «Lei Orgânica do município de Cabo do Santo Agostinho» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? JC Online. «Cabo vai investir no turismo histórico». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? a b Eleições 2012. «Vereados de Cabo de Santo Agostinho». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Domicílios particulares permanentes por destino do lixo, segundo os bairros». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b IBGE. «Produto interno bruto dos municípios - 2011». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Lavoura permanente - 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Lavoura temporária - 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b IBGE. «Pecuária - 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Estatística do Cadastro Central de Empresas - 2011». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Suape. «Suape: empresas». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Shopping Costa Dourada. «Shopping Costa Dourada». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Tribuna Popular. «Shopping Costa Dourada abre as portas nesta quinta 26». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? a b IMIP. «Hospital Dom Hélder Câmara». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Portal da Saúde. «Hospital Dom Hélder Câmara». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? PNUD. «Perfil do Município de Cabo de Santo Agostinho, PE». Consultado em 10 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? INEP. «Resultado do IDEB». Consultado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014  ? IBGE. «Ensino, matrículas, docentes e rede escolar 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2014  ? Portal ODM. «Educação básica de qualidade para todos». Consultado em 10 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2014  ? Cidades@ - IBGE (2014). «Ensino, matrículas, docentes e rede escolar 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2013  ? Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco. «Programa Paulo Freire - Pernambuco Escolarizado». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? «Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho | Universidade Federal Rural de Pernambuco». www.uacsa.ufrpe.br. Consultado em 19 de maio de 2019  ? «Pré-Enem gratuito da UACSA abre inscrições até o dia 13/01». www.ufrpe.br. Consultado em 19 de maio de 2019  ? Polícia Civil de Minas Gerais (2014). «Serviços». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Editora Abril (9 de fevereiro de 2014). «300 cidades mais perigosas do Brasil». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Agência Condepe/Fidem (2012). «Número de vítimas e taxa de criminalidade violenta letal e intencional». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (2013). «Seis anos de Pacto pela Vida» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? a b IBGE (2013). «censo demográfico 2010: resultados do universo - características da população e dos domicílios». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? IBGE (2013). «Pesquisa nacional de saneamento básico - 2008». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Odebrecht (2011). «Sistema adutor Pirapama é inaugurado em Recife». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? DDI-DDD (2014). «Cidades e estados com código / prefixo DDD 81». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Codigos DDD (2016). «Cidades e estados com código DDD 81». Consultado em 3 de outubro de 2016  ? CBTU (2014). «Tabela de horários: Cajueiro Seco - Cabo» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Uol (2012). «VLT vai substituir trem do Cabo». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Diário de Pernambuco (Pernambuco.com) (2012). «VLT do Cabo começa a operar no sábado». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano (2008). «Governo do Estado investe na ampliação do Sistema Estrutural Integrado». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano (2013). «Tarifas do transporte». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? a b c Férias.tur (2014). «Informações». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? IBGE (2012). «Frota - 2012». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Secretaria e Órgãos». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Festa da Lavadeira (2014). «Festa da Lavadeira». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Federação Pernambucana de Futebol (2014). «Federação Pernambucana de Futebol - Times». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Associação Desportiva Cabense (2014). «Associação Desportiva Cabense». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Paiva». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Itapuama». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Xareu». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Enseada dos Corais». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Gaibú». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Calhetas». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Paraíso». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014  ? Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (2014). «Nossas praias - Suape». Consultado em 8 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2014 

    Curso De Adestramento De Caes Cabixi Ro

    Sobre Cursos EAD

    A Educação a Distância é a modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. Esta definição está presente no Decreto 5.622, de 19.12.2005 (que revoga o Decreto 2.494/98), que regulamenta o Art. 80 da Lei 9.394/96 (LDB) .

    Conforme previsto no Art. 80 da Lei 9.394/96 (LDB), a instituição interessada em oferecer cursos superiores a distância precisa solicitar credenciamento específico à União.